Bem, lá vou eu, de novo, falar da IBM e sua manada de blockchains. Mas o que posso fazer? A empresa não para, e, em associação com a Hyperledger parecem querer dominar o mundo usando uma blockchain. Assim que lá vamos nós, com mais uma noticia sobre blockchains e IBM - quase um sinônimo.

A empresa russa de comércio de petróleo Petroleum Trading iniciou a operação comercial da plataforma Proleum para realização de transações através da tecnologia de Blockchain. Isso foi relatado por representantes da empresa.

Segundo eles, a nova plataforma deve demonstrar a conveniência e simplicidade da tecnologia de registro distribuído tanto para grandes quanto para pequenas empresas.

“A Blockchain é principalmente uma redução dos custos operacionais e um aumento na velocidade de trabalho para nossos clientes”, afirmou Maxim Dyachenko, sócio-gerente da Petroleum Trading.

Ele ressaltou que a versão atual da plataforma Proleum não implica o uso de criptomoedas.

“Nos próximos seis meses, transferiremos 30% de nossas contrapartes para a Blockchain e, no próximo ano, pretendemos começar a realizar acordos com todos os nossos clientes somente através da Blockchain”, assegurou Dyachenko.

Atualmente, a empresa está preparando seu memorando de investimento para publicação.

Em fevereiro, a Petroleum Trading concluiu o primeiro acordo do mundo baseado em Blockchain e envolvendo produtos de petróleo. Naquele tempo, a rede de varejo independente de postos de abastecimento “Topline” e as empresas “Rs-Oilopt” e “Trust TEK” compraram gasolina “Regular-92” da corporação através de um contrato inteligente. Essas transações foram registradas nas carteiras de Ethereum de ambas as partes.

Lembramos que num contexto similar, em março de 2017, o trader holandês de commodities Trafigura, em parceria com o banco francês Natixis, anunciou sua disposição de estudar as perspectivas de uso de Blockchain para transações no mercado de petróleo dos EUA.