Neste domingo, 13 de maio, as autoridades tailandesas publicaram um novo projeto de lei que regula a circulação de criptomoedas e ativos digitais. Ele entrou em vigor no mesmo dia, e infratores agora podem enfrentar multas ou prisão.

Dois jovens russos se tornaram vítimas de um roubo durante um feriado na ilha de Phuket, na Tailândia. Um grupo de pessoas desconhecidas roubou centenas de milhares de dólares em criptomoedas e dispositivos eletrônicos pertencentes aos viajantes, escreve o jornal The Nation.

O assalto ocorreu no final da noite de 15 de janeiro, quando intrusos invadiram o apartamento de Anna Nikulina, de 22 anos, e Maxim Lastuki, de 27 anos, em Tambon-Ravai, e os mantiveram reféns por seis horas. Durante este tempo, eles foram forçados a transferir seus Bitcoins – estimados em US$100 mil – às carteiras dos ladrões. Três laptops, um iPhone X e os passaportes dos turistas também foram levados.

Ao sair, os ladrões ameaçaram matar as vítimas se eles se dirigem à polícia.

Investigadores encarregados do caso acreditam que o ataque contra os jovens russos envolveu representantes da “máfia russa” que já vinham vigiando os alvos. Provavelmente, os criminosos sabiam que o casal havia acumulado uma alta soma em criptomoedas. Uma das vítimas afirma que identificou um dos ladrões.

Foi relatado também que a polícia conseguiu detectar o sinal do telefone roubado. De acordo com dados preliminares, ele já está na Malásia – país vizinho à Tailândia.