UE afirma que criptomoedas não podem ser anônimas

UE: Um grupo de organizações governamentais europeias, agências policiais e representantes de instituições científicas estão unidos no âmbito de um novo projeto para rastrear pagamentos criptográficos

Publicado em 4 de junho de 2017 por

UE: Um grupo de organizações governamentais europeias, agências policiais e representantes de instituições científicas estão unidos no âmbito de um novo projeto para rastrear pagamentos criptográficos, Isso foi relatado pela revista Forklog.

A iniciativa intitulada “Ferramentas para a Investigação de Transações em Mercados Subterrâneos” (TITANIUM) será implementada nos próximos três anos, e as autoridades da UE já atribuíram 5 milhões de Euros para esse fim.

Entre os participantes do projeto estão: a Interpol, o Ministério do Interior de Espanha e Áustria, o Bureau Nacional de Investigação da Finlândia, a University College of London e outras instituições e organizações.

De acordo com representantes do TITANIUM, um trabalho mais ativo no rastreamento de pagamentos em moedas digitais foi solicitado por conta dos casos frequentes de ataques de vírus de extorsão, bem como pelo aumento da frequência de acesso dos usuários à rede Dark Web. Ao mesmo tempo, eles argumentam que os direitos dos usuários à privacidade não serão violados com essas novas medidas.

“O consórcio irá realizar uma análise de requisitos legislativos e padrões éticos, fazer recomendações sobre armazenamento e processamento de dados, e informações utilizados em investigações criminais, sem violar a confidencialidade dos cidadãos”, disse Ross King, pesquisador sênior do Instituto Austríaco de Tecnologia.

Note-se que esta não é a primeira iniciativa deste tipo para as autoridades europeias. Assim, em março, o Comitê do Parlamento Europeu sobre Assuntos Econômicos e Monetários publicou um novo projeto de lei sobre a regulamentação das moedas digitais, que envolve o recolhimento de dados sobre os utilizadores.

Publicidade

O documento reflete a opinião do Parlamento Europeu de que as “moedas virtuais não devem ser anônimas” e cria a base para a implantação de um banco de dados em que os endereços de carteiras serão associados a certas identidades do indivíduo.

Nota pessoal

Viva! Vamos criar um arquivo centralizado que poderá por em risco todos os usuários de moedas digitais. Vamos dizer que as moedas digitais não podem ser anônimas! Isso, só quem pode é o dinheiro emitido pelo governo.

Vamos dizer que as moedas digitais são usadas em crimes, como se as moedas, assim chamadas legitimas, nunca tivessem servido para esse fim. Enfim, vamos dizer que uma coisa descentralizada prejudica mais a população do que nossas instituições bancárias, afinal temos que proteger nossos bancos, ops digo, população, afinal eles é que bancam nossas campanhas, nossos luxos e etc…

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment