Usuários corporativos ganham acesso a programa de reabilitação da MtGox

Apesar de uma investigação ainda estar em andamento em relação ao fundador e CEO da falida MtGox, Mark Karpeles, no caso de peculato, manipulação de dados e violação de obrigações com os investidores, isso não o impediu de encontrar um novo emprego em uma base remota.

Publicado em 13 de setembro de 2018 por

A partir de agora, empresas vítimas do fechamento da corretora japonesa MtGox, bem com indivíduos, poderão recorrer ao programa para recuperação dos fundos mantidos nas corretora. Isso foi relatado no site da MtGox.

O anúncio do lançamento do programa de retorno de fundos para pessoas físicas foi feito no dia 23 de agosto. O prazo de solicitação do reembolso se estenderá até o dia 22 de outubro – para pessoas jurídicas, o prazo será o mesmo.

O documento foi assinado pelo advogado Nobuaki Kobayashi, de Tóquio, nomeado representante da MtGox em questões da falência da corretora e reembolso de fundos às vítimas.

Desde o quarto trimestre do ano passado, Kobayashi está ocupado vendendo Bitcoins armazenados nas contas de reserva da corretora para recuperar os danos aos usuários. Vale ressaltar que, por conta disso, alguns membros da comunidade de Blockchain o acusaram de contribuir para o colapso do mercado.

Vale ressaltar, neste contexto, que a Corte Distrital de Tóquio ordenou que se inicie, em fevereiro de 2019, o processo de reabilitação civil da falida corretora – após essa decisão, Kobayashi parou de vender criptomoedas das reservas da plataforma.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment