A empresa chinesa Bitmain abriu uma nova representação estrangeira, desta vez no cantão suíço de Zug; isso de acordo com a edição local da Handelszeitung.

Até o final de julho, a Bitmain, maior produtora mundial de equipamentos para mineração, planeja concluir a rodada de financiamento da série C e arrecadar mais US$1 bilhão. De acordo com a 8btc, depois disso, o valor de mercado da empresa pode chegar a US$15 bilhões. 

Em agosto, a Bitmain solicitará a listagem na Bolsa de Valores de Hong Kong e, antes do final do ano, realizará uma Oferta Pública Inicial (IPO).

No momento, a participação de mercado da Bitmain é de 3 a 5 vezes maior que a da concorrente mais próxima: a Canaan. As pools de mineração da Bitmain são responsáveis por quase metade dos recursos computacionais da rede do Bitcoin.

Vale ressaltar que Jihan Wu, fundador da Bitmain afirmou que em 2017, sua empresa faturou US$2,5 bilhões, o que é oito vezes mais do que em 2016.

Ainda em menção à gigante da mineração, destacamos que em junho, a Bitmain Technologies recebeu US$400 milhões da divisão chinesa da empresa de capital de risco Sequoia Capital, que liderou a rodada de financiamento da série B. Como resultado, a Bitmain foi estimada em US$ 12 bilhões.