Na noite de domingo, 10 de dezembro, a CBOE Global Markets lançou futuros de Bitcoin e, como consequência, a taxa de câmbio da moeda digital subiu.

Entre os dias 17 e 23 de dezembro, os volumes semanais do Bitcoin (BTC) foram de US$46 bilhões, enquanto que para o Ethereum (ETH), o este indicador foi de US$18,5 bilhões. Valores mais altos foram registrados pela última vez em maio, ou seja, há sete meses. Isso foi relatado pelo The Block.

No final de novembro, o volume total de transações em Bitcoin excedeu US$2 trilhões, sendo que até o final do ano, esse número deve crescer para US$2,2 trilhões. O crescimento global do volume de negociação no BTC foi 153% maior que em 2017, quando era de US$870 bilhões.

Com mais de US$800 bilhões em negociação, o Ethereum (ETH) é a segunda criptomoeda mais negociada, responsável por cerca de 37% das negociações do Bitcoin. Como pode ser observado na tabela abaixo, os níveis do BTC e do ETH ainda estão significativamente correlacionados.

A partir das 13:00 UTC na quarta-feira, dia 26 de dezembro, a taxa média ponderada do Bitcoin era de US$3,812, sendo o volume negociado nas últimas 24 horas de US$5,451 bilhões. No mesmo período, o ETH custava US$130,40 com volumes diários de US$2,976 bilhões.

Lembramos, por fim, que no início deste mês foi relatado que os volumes de negociação em novas stablecoins que apareceram este ano aumentaram significativamente.