Wall Street pós experimento de Blockchain DTCC

A Blockchain, agora tambem está entrando na wall street, de fininho ela começa a ganhar espaço atuando nas transações do mercado financeiro.

Publicado em 11 de janeiro de 2017 por

O executivo-chefe da câmara de compensação da Wall Street, que pretende se transferir para a tecnologia Blockchain, falou de como o futuro da Wall Street poderia ser muito diferente.

Citado pela imprensa local, Michael C. Bodson afirmou que o projeto colaborativo com a IBM, para substituir um banco de dados de back-end com software “inspirado em Blockchain”, poderá estar em funcionamento até 2018.

Publicidade

Publicidade

Provando o poder da Blockchain

O projeto está sendo criado para uso pelo Depository Trust & Clearing Corporation (DTCC), que lida com a comunicação de praticamente todos os movimentos de ações e comércio nos EUA. Ele também registra a negociação de derivativos valiosos.

“O projeto vai provar para a indústria que a Blockchain é uma poderosa tecnologia que pode oferecer benefícios”, disse Bodson à Reuters.

Uma vez que o projeto é completamente construído por instituições financeiras tradicionais, existe certa timidez quando se trata de introduzir qualquer conceito descentralizado aos componentes da Wall Street. De forma análoga, esta dificuldade de entendimento no conceito está presente nos bancos, que tentam empregar a Blockchain de forma centralizada.

Bodson descreveu tal implementação, que será usada pelo DTCC, como “uma versão da verdade que todos compartilham e todos utilizam”.

“Este é um passo tangível real para o que poderia ser um futuro muito diferente para Wall Street”, acrescentou.

Indústria vendida

No entanto, o movimento representa talvez o maior passo ainda para os EUA e a indústria financeira global sobre a aceitação de novas formas de condução de negócios. A DTCC, por exemplo, tinha cerca de US$ 11 trilhões de swaps de crédito padrão passando sob sua jurisdição em 2016, o equivalente a cerca de 80 por cento de todo o volume global. Seu sucesso será estreitamente observado por instituições análogas em todo o mundo.

A tecnologia, quando testada em 2016, rendeu resultados tão positivos que a aplicação de larga escala foi, então, posta em desenvolvimento.

Bodson comentou:

“O teste mostrou que a tecnologia de contabilidade distribuída poderia lidar com todos os tipos de eventos de processamento, de necessidades de crédito a swaps de incumprimento e mostrou que poderia ser feito a um custo menor que o possível por nossa infraestrutura atual”.

O teste foi realizado em parceria com a Axoni, uma startup que fornece soluções em Blockchain para o setor financeiro. A perícia do Consórcio R3 também estava à mão, com o Diretor-Gerente Charley Cooper descrevendo a atitude do DTCC como “indicativo da ampla percepção da comunidade financeira de que esta tecnologia está aqui e veio para ficar”.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment