Funcionários do estado americano do Wyoming aprovaram uma nova lei que isenta tokens utilitários das leis sobre valores mobiliários. 27 de 30 senadores votaram a favor da emenda, diz o registro público.

O Wyoming é muito conhecido por ser o lar do Parque Nacional de Yellowstone, mas projetos de lei foram aprovados e isso poderia colocar o estado no mapa da criptografia.

Um grupo de leis relacionadas às criptomoedas no Wyoming ultrapassaram um obstáculo fundamental, trazendo o estado mais perto de seu objetivo de ser conhecido como a capital de Blockchain do mundo.

Isso é de ambição para o estado, mas não deteve os legisladores que reconheceram o valor da Blockchain e sabem como ela pode ajudar os cidadãos a prosperarem.

Nesta semana, duas leis – House Bill 19 e House Bill 101 – foram aprovadas pela Câmara dos Deputados do estado. Agora elas se direcionam ao Senado para consideração. Caso o grupo de leis siga o exemplo e seja aprovado, ele será levado ao governador para ser assinado ou votado.

Especificidades das leis

A House Bill 19 se dirige à atual ilegalidade de pessoas sendo capazes de vender, possuir e minerar Bitcoin no estado. Corretoras de criptomoedas não podem operar no Wyoming porque a regulação na jurisdição não permite.

A House Bill 101 se dirige à Blockchain, que é uma área que companhias de tecnologia pedem para ser considerada. HB 101 concederia a essas empresas a opção de armazenar seus documentos internos em uma Blockchain privada.

O Deputado da Câmara, Tyler Lindholm, é um patrocinador de ambos os projetos.

Ao apresentar as leis, ele afirmou:

“Podemos ser, essencialmente, a capital da Blockchain no mundo em até um ano a partir de agora – essa é uma visão muito realista considerando apenas o número total de companhias que nos contataram na última semana. Não sei se isso será a resposta para as dificuldades do Wyoming, mas não acho que vá ferir alguém.”

Caso esses projetos sejam aprovados, eles entrarão em vigor no dia primeiro de julho deste ano.