ZCash é adicionado à Gemini

A corretora Gemini anunciou nesta segunda-feira, 14 de maio, o início de seu suporte ao Zcash, tornando-se, dessa forma, a "primeira corretora licenciada do mundo", a negociar o ativo.

Publicado em 14 de Maio de 2018 por

A corretora Gemini anunciou nesta segunda-feira, 14 de maio, o início de seu suporte ao Zcash, tornando-se, dessa forma, a “primeira corretora licenciada do mundo”, a negociar o ativo.

Depósitos em Zcash serão disponibilizados a partir de sábado, 19 de maio, nos pares:

Publicidade

  • ZEC/USD,
  • ZEC/BTC,
  • ZEC/ETH,

A partir da terça-feira, 22 de maio.

“O Zcash continua do ponto onde o Bitcoin parou. O Bitcoin tem muitos pontos fortes, mas a privacidade não é um deles”, afirmou Tyler Winklevoss, CEO da Gemini.

Note anteriormente, os irmãos Winklevoss já haviam anunciado sua prontidão em adicionar criptomoedas que pertencem à “árvore genealógica do Bitcoin”.

“Bitcoin e Zcash são duas tecnologias revolucionárias que resolvem problemas diferentes. O Bitcoin é ouro digital, e o Zcash é dinheiro digital”, acrescentou o presidente da Gemini, Cameron Winklevoss.

Adicionar Zcash à Gemini pode ser considerado um evento extraordinário, levando em conta que a corretora é regulada pela Autoridade de Serviços Financeiros de Nova York (NYDFS) – a BitLicense é considerada um dos regimes regulatórios mais rigorosos pelas plataformas norte-americanas.

Conforme declarado pela Gemini, a corretora passou por um longo processo de avaliação no que se referiu à possibilidade de adição do Zcash, cooperando ativamente com o NYDFS. Os usuários – pelo menos nesta fase –, serão capazes de fazer depósitos de endereços protegidos e desprotegidos, contudo, a retirada de fundos só será possível para endereços desprotegidos. Esta decisão, aparentemente, está ligada à preocupação de que, caso contrário, a criptomoeda pode não corresponder às disposições sobre o combate à lavagem de capitais.

Esta versão é confirmada pelos representantes da Zcash Company, que citam o documento do NYDFS que diz que “as pessoas que solicitam trabalho com moedas virtuais estão sujeitas a uma verificação completa nas questões de combate à lavagem de dinheiro, capitalização, proteção ao consumidor e padrões de segurança cibernética”.

Vale acrescentar que o Zcash tornou-se a terceira criptomoeda adicionado à Gemini: atualmente, a plataforma suporta pares de negociação em Bitcoin e Ethereum.

As notícias de hoje também tiveram um impacto positivo no valor de mercado da Zcash – anteriormente negociada na área de US$250, a moeda criptográfica subiu de preço para US$350 em um curto período após a mensagem da Gemini, posteriormente sendo corrigida para US$320.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment