Zcoin anuncia uso do Merkle Tree Proof (MTP).

Os desenvolvedores da Zcoin anunciaram hoje um novo algoritmo de Prova de Trabalho (PoW) que, segundo eles, irá descentralizar a mineração de criptografia através de uma aplicação do Merkle Tree Proof (MTP).

Publicado em 29 de junho de 2017 por

Os desenvolvedores da Zcoin anunciaram hoje um novo algoritmo de Prova de Trabalho (PoW) que, segundo eles, irá descentralizar a mineração de criptografia através de uma aplicação do Merkle Tree Proof (MTP).

Zcoin desenvolve novo modelo de Prova de Trabalho

De acordo com o comunicado de imprensa, o novo sistema PoW proporcionará uma verificação de transações mais rápida e leve para criar o que os devs da Zcoin chamam de processo de mineração “mais justo” – ajudando as pessoas com CPUs a acompanharem os dispositivos mais especializados.

Publicidade

Publicidade

Esta aplicação específica do MTP foi criada por Alex Biryukov e Dmitry Khovratovich, que também são os mesmos cientistas que criaram o protocolo Equihash, o algoritmo PoW atual do Zcash.

Os desenvolvedores declararam que “uma computação igualitária” como um dos motivos para o desenvolvimento deste novo algoritmo, que para a criptografia significa evitar que grandes conjuntos de mineração aproveitem economias de escala.

Desta forma, eles argumentam, seu algoritmo pode ser visto como uma solução para a disparidade entre “mineiros comuns” e o que eles chamam de elementos de poder – basicamente mineiros e pools de mineração com muita potência de computação.

Publicidade

Publicidade

MTP Prova de Trabalho: as intenções dos desenvolvedores

Em seus esforços para promover uma computação igualitária, o MTP pretende estabelecer custos computacionais similares em diferentes dispositivos/processadores.

Através deste método, eles podem ajudar a evitar que um único dispositivo, como a ASICs feitas sob medida, ganhe uma vantagem significativa pelo mesmo preço computacional.

Eles também dizem que tanto os usuários quanto os atacadistas têm um preço igual por razão de desempenho, o que irá parar os ataques automáticos de grande escala.

O Hashing usando o MTP PoW é intensivo em memória com a implementação de referência da Zcoin usando 2 GB (estreitamente relacionado ao GigaByte) da RAM. Além disso, qualquer máquina infectada por trojans em botnets experimentaria degradação de desempenho notável, o que alertaria o usuário sobre o ataque.

Além disso, o MTP pode manter os tempos de verificação sem exigir muita memória uma vez encontrada à solução. Isso torna a rede mais resistente aos ataques DDoS que direcionam os verificadores.

Este fato também permite que hardwares leves, como os smartphones, façam uma verificação que segundo eles não é possível atualmente com algoritmos rígidos de memória.

De acordo com os desenvolvedores da Zcoin, o MTP ajuda a descentralizar a mineração, tornando o desenvolvimento de ASICs muito mais cara para os mineiros.

“Em primeiro lugar”, disse o fundador de Zcoin, Poramin Insom, “o trabalho computacional pode ser acelerado pelas ASICs, mas as funções ligadas à memória são ainda mais difíceis de otimizar”.

“Em segundo lugar, a memória ocupa espaço físico significativo e, portanto, complica o design eficiente da ASIC além de aumentar o custo”.

Finalmente, a Zcoin também organizará um programa de recompensas de mineração aberto à comunidade para o desenvolvimento de mineradoras eficientes para a MTP. A competição concederá um total de US$ 20.000 distribuído entre os melhores mineiros para CPU e GPU. Para detalhes mais detalhes, você pode visitar o site oficial da Zcoin. 

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment