O que é o Bitcoin (BTC)? Descubra aqui!

o que e bitcoin btc

Publicado em 22 de setembro de 2016 por

Parabéns! Você é um dos afortunados que soube do Bitcoin e agora quer descobrir o que é realmente esta nova forma de dinheiro, que vêm inovando tanto o mundo virtual quanto o físico. O Bitcoin, também reconhecido como BTC, é uma moeda virtual, criada em 2008 que possibilita o envio de valores pela internet com segurança e rapidez sem precedentes.

Entenda uma coisa, por mais que o conceito seja estranho, BITCOIN É DINHEIRO. Praticamente em qualquer lugar do mundo existe um site ou pessoa que vai trocar dinheiro físico por BTC. Então acostume-se que Bitcoin não é apenas um código de computador que vai ser esquecido eventualmente. Ele veio para ficar e vale dinheiro.

Publicidade

Publicidade

Dada a disseminação do BTC e a necessidade de uma moeda mundial que funcionasse online, o BTC começou a ser procurado por muitos lugares e hoje é o meio mais barato e rápido de transferir fundos internacionalmente.

Como funciona o Bitcoin

O Bitcoin foi concebido da seguinte maneira: Um cálculo matemático é feito por vários computadores ao mesmo tempo, em vários lugares do mundo. Esse cálculo é mutante, após se conseguir uma resposta para ele, um novo é gerado. Todos os computadores executando este código comunicam-se entre si concordando que o resultado é o mesmo antes de seguir para o próximo, à isto é dado o nome de consenso, pois 51% dos computadores em rede concordam entre si.

Quando este código matemático termina uma fase, quer dizer que os computadores efetuando este cálculo terminaram um bloco. Cada bloco deste, em algum lugar de seu código tem uma quantia de BTC oculta. Similar à um mineiro que bate sua picareta contra um bloco de pedra tentando encontrar riqueza, daí vindo o nome de mineração ou mining. O mineiro ou grupo de mineiros que encontrar este código oculto contendo os Bitcoins, ficam com a “riqueza” encontrada.

Publicidade

Publicidade

Cada tentativa que um computador faz tentando solucionar a “equação” é chamada de hash. Quanto mais rápido o equipamento que minera, maior a quantidade de hashs por segundo (h/s). Hoje em dia, minerar BTC se tornou uma tarefa árdua pois a cada bloco resolvido, maior se torna a resolução do próximo, havendo um aumento na dificuldade na solução do problema. Esta dificuldade é medida e se chama assim mesmo.

Para minerar Bitcoin hoje em dia você precisa de um computador ou computadores que consigam executar de maneira mais barata possível Petahashes por segundo (Ph/s), ou seja, se uma máquina for capaz de realizar 1 Ph/s, estão sendo feitas 1.000.000.000.000 tentativas de solução do problema por segundo. Bastante né?

 

Segurança

mining rigs

Toda vez que os mineiros executam o código, eles concordam entre si e este consenso fica registrado num arquivo, guardado em todos os  computadores da rede. Então, cada bloco solucionado possui um arquivo que confirma todos os cálculos realizados neste bloco específico. Desde o bloco 1 até o bloco 400.000 e além, tem suas informações arquivadas numa cadeia de arquivos, ou seja, uma cadeia de blocos já resolvidos do BTC, a tão exaltada blockchain.

Nesta blockchain, estão registrados todos os endereços já criados de Bitcoin e todos os BTCs já mineirados. Então, toda vez que uma quantidade de BTC é enviada de um endereço para outro, ele fica registrado na blockchain. Mas como? É simples, os mineiros verificam em seu código se realmente houve esta mudança de fundos de um endereço para outro. Dado o consenso entre eles, não há como burlar e fazer um envio falso de um lado para outro.

Para conseguir forjar um envio dentro do BTC você teria que ter 51% do poder de hash da rede. Hoje o Bitcoin conta com uma rede que minera por volta de 1,9 EXAhashes por segundo ou 1.900 Petahashes por segundo. O que por si só é um poder computacional absurdo e muito veloz. Não há no mundo rede igual no momento.

 

A Valorização do BTC

O preço do BTC se manteve estável desde o início de sua negociação em fóruns e mercado aberto, variando entre 2~3 dólares, valendo até 10 dólares. Em dezembro de 2013 ele subiu de maneira meteórica para 1.000 dólares a unidade. Existe muita especulação sobre a razão deste súbito aumento, isso marcou a aceitação global da moeda.

Seu preço desde então variou até os 200 dólares e subiu novamente até os 600 dólares. Existem teorias de que ele virá a valer 10.000 dólares e até 50.000 dólares em alguns anos. Mas não há nada comprovado, apesar de valorizada, esta é uma tecnologia nova.

Não há dúvida que veio para ficar e que hoje seu valor é relativamente estável devido a quantidade de investidores e usuários da tecnologia. Contudo em se tratando de uma moeda com o câmbio verdadeiramente livre, cabe cautela ao investir e negociar o mesmo.

 

Altcoins

altcoins

Com o aparecimento do BTC, várias outras tecnologias também surgiram com a mesma proposta. Estas foram chamadas de altcoins. Existem milhares de moedas alternativas em existência. Estas moedas têm seu valor cotado normalmente em BTC. Dada a entrada das Altcoins, uma nova classe de investidores de alto risco surgiu, os traders de bitcoin.

Hoje se pode especular a subida ou queda desta e daquela moeda virtual. Isto tudo só é possível devido à volatilidade e estabilidade do BTC. Nestas negociações não é raro conseguir 10%, 20% e em raros casos até 1000% de valorização.

Por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado e entendido um pouco mais sobre o BTC. Caso tenha alguma dúvida verifique nossos outros posts ou então pergunte nos comentários, twitter e facebook.

Para saber como conseguir seu primeiro Bitcoin, clique aqui.

Thiago
Thiago é co-fundador e o suporte técnico, famoso faz-tudo, por trás do BTCSoul. Para ele o interesse nas criptomoedas, Blockchain e Bitcoin se encontra também em seu código.

Leave a Comment