Anonimato no Bitcoin – Como conseguir

anonimato no bitcoin

Publicado em 16 de outubro de 2016 por

Anonimato no Bitcoin – Ele é real?

O Anonimato no bitcoin é apenas um mito ou pode ser alcançado? Sendo uma das qualidades mais badaladas, e até mesmo esperadas, o Bitcoin tem fama de ser anônimo. O ato-efeito de poder transferir fundos pelo mundo sem ser rastreado por governos, bancos, hackers ou sua vizinha bisbilhoteira, atraí muita atenção para a criptomoeda.

Contudo, não é bem assim que a coisa funciona. O BTC realmente confere mais liberdade e autonomia para aqueles que buscam mover valores, porém o envio ainda pode ser rastreado por seu montante, IP de propagação, nó da rede e etc.

Não muito tempo depois da explosão do Bitcoin, o FBI conseguiu, com sucesso, rastrear transações da moeda o bastante para construir um processo e por abaixo a Silk Road e seus idealizadores. Apesar das atividades do site serem realmente duvidosas, esta é uma poderosa demonstração de como com o  anonimato no Bitcoin, de modo geral, não é absoluto.

Vamos então, aqui, explorar as rotas alternativas para manter seu anonimato na rede enquanto ainda desfruta dos benefícios trazidos pelas moedas virtuais e, é claro, o BTC.

Solução #1 – Use uma moeda anônima

Estas são as moedas virtuais que, apesar de terem sido concebidas com a ideia do BTC, não compartilham sua inerente fragilidade quando se trata de proteger os dados. Algumas delas são a Monero(XMR), NAVcoin(NAV), ShadowCash(SDC), Darkcoin(DRK), entre outras.

Cada uma delas tem seu protocolo de mineração próprio e prometem, à sua maneira, proteger seus dados de forma absoluta. A NAVcoin, por exemplo, utiliza duas blockchains distintas para efetuar o processo, fazendo suas transferências serem realizadas com acumulador de entrada e saída de fundos. Para saber mais, clique aqui.

A maneira mais simples de obter estas moedas é utilizando uma exchange como Poloniex e Bittrex. Depois repassar as moedas para onde desejar, contudo, não são todos os serviços online que aceitam estas cripto, então vale a pena ficar atento para aumentar seu anonimato no bitcoin.

Solução #2 – Utilize múltiplas contas

Esta maneira é, de longe, a mais cansativa de todas, pois requer que você faça várias carteiras virtuais e as utilize para enviar e receber seus BTC múltiplas vezes, para que seus envios percam o rastro.

Lembrando que não adianta passar 1 BTC de um lado para o outro inteiro e todo para o mesmo lugar de uma vez, o segredo aqui jaz em repassar valores aleatórios e inexatos, tirando assim seu rastro. O maior problema neste método é o custo, pois apenas em transações você acabaria perdendo um bom tanto de seu dinheiro.

Publicidade

Publicidade

Solução #3 – Use carteiras aglomeradoras

Um jeito interessante é depositar seu dinheiro em uma moeda numa exchange e retirar em outra. Por exemplo, digamos que você deposite na Poloniex 1 BTC e troque seu dinheiro em Ethereum Clássico, Dogecoin e NAVcoin.

Ao retirar estas moedas de lá, seu dinheiro estará com outra roupagem, dificultando assim o serviço de qualquer um que lhe monitore. Caso armazene estas moedas em carteiras virtuais, fica ainda mais fácil de não associar o valor com você. Assim que for utilizar o dinheiro, pegue suas moedas, troque para BTC em outra exchange e use.

A pegadinha aqui é que você pode perder dinheiro, pois o mercado de altcoins varia muito e em muito pouco tempo, podendo deixar você no prejuízo ou lucro. Então caso decida por este caminho, tenha algum meio de sempre verificar a cotação, se possível um aplicativo que avise se o valor baixar ou subir, pois não vale a pena ganhar anonimato no bitcoin perdendo dinheiro.

Solução #4 – Use VPN

Apesar de um pouco batida, esta solução ainda é bem sólida, uma vez que utilizando VPN você desvincula seu endereço de IP de suas ações online, retirando o rastro do dinheiro. Não adianta usar um proxy inseguro que vai deixar você na mão ou, pior ainda, infectar você com vírus e malwares.

Para fazer a solução do VPN funcionar é melhor usar serviços que, realmente, entregam o que prometem. Vale lembrar que um VPN não ajuda apenas na movimentação de BTC mas também na sua navegação em geral, evitando que seus dados sejam vítimas de mal uso de serviços interesseiros e governos .

Um programa que lhe permite uma configuração rápida, com apenas um clique, é o Steganos Online Shield. Eles também oferecem uma versão de teste bem válida que vai deixar você entender bem o serviço antes de ter de comprar. Faça o download aqui.

Outra ideia seria utilizar o Tor, o famigerado navegador anônimo da internet. Mas a sacada real aqui é utilizar um VPN e o Tor ao mesmo tempo, deixando assim tanto sua navegação o uso de bitcoin 100% no anônimos.

Publicidade

Publicidade

Thiago
Thiago é co-fundador e o suporte técnico, famoso faz-tudo, por trás do BTCSoul. Para ele o interesse nas criptomoedas, Blockchain e Bitcoin se encontra também em seu código.

Leave a Comment