O Ministério das Finanças e o banco central do Kuwait proibiu negociações em Bitcoin para o setor bancário e as empresas sob a supervisão do regulador.

O Ministério das Finanças e o banco central do Kuwait proibiu negociações em Bitcoin para o setor bancário e as empresas sob a supervisão do regulador. Isso foi relatado pela CCN.

Como observa a pulicação, apesar de medidas decisivas, as autoridades do país não podem impedir que os investidores de varejo e os cidadãos comuns negociem criptomoedas em sites on-line, cujas atividades são permitidas pela legislação sobre controle eletrônico.

“Guiado pelas regras da lei AML, interrogamos cidadãos [que usam Bitcoin] sobre a origem dos fundos”, diz a declaração do Ministério Público do Kuwait.

As autoridades do país não reconhecem as criptomoedas como moedas legais, contudo, “o emirado está na vanguarda do comércio em Bitcoin” após seu exponencial crescimento de preço este ano.

Lembramos que mais cedo, autoridades do país vizinho Bahrein começaram a realizar experiências com a tecnologia de Blockchain e até mesmo anunciaram sua intenção de legalizar criptomoedas, em particular o Bitcoin.