Um grupo de 18 bolsas de Bitcoin se prepara para uma possível divisão na blockchain do Bitcoin. O grupo divulgou um comunicado que diz que pretende dar suporte a um possível hard fork por razões práticas, designando-o como uma "implementação de protocolo incompatível"

Um grupo de 18 bolsas de Bitcoin se prepara para uma possível divisão na blockchain do Bitcoin. O grupo divulgou um comunicado que diz que pretende dar suporte a um possível hard fork por razões práticas, designando-o como uma “implementação de protocolo incompatível”. A declaração também diz que o grupo não está apoiando tal hard fork.

As 18 corretoras incluem a Bitfinex, Bitso, Bitbank, Bitonic, Bitstamp, Bitsquare, Bittrex, Bitt, BTCC, Btcchina.com, Coincheck, Coinfloor, Kraken, QuadrigaCX, Ripio, ShapeShift, The Rock Trading Ltd. e 7Laif.

Bolsas buscam consenso

As corretoras buscam consenso em caso de uma divisão da blockchain do bitcoin

Os mineiros têm o direito de direcionar seu poder de hashing para uma implementação de protocolo alternativa e “incompatível”, observa a declaração.

O grupo também acredita que hard forks devem ocorrer através de um consenso de mineiros, o que, diga-se de passagem, ainda não ocorreu.

O hard fork é uma possível solução para o backlog que a rede Bitcoin tem experimentado.

Foi relatado em fevereiro que cerca de 900.000 Bitcoins, no valor de cerca de um bilhão de dólares na época, estavam presos, devido à capacidade de transação limitada.

Grande parte da comunidade Bitcoin está se voltando para Bitcoin Unlimited (BU) como uma solução para resolver os problemas de atraso. O BU é uma tentativa de atualizar a blockchain do Bitcoin para um client que processa transações de Bitcoin em blocos com um tamanho máximo, potencialmente maior do que o limite rígido de um megabyte que o Bitcoin Core vem utilizando. A rede BU, no entanto, é altamente controversa.

O Bitcoin poderia potencialmente enfrentar um hard fork, efetivamente se dividindo em duas moedas. O BU alcançou cerca de 40% de apoio ao longo de um período de 24 horas na semana passada, o maior da história. Pools de mineração como Antpool, a maior pool de mineração de Bitcoin, migraram seus processos de mineração para o BU.

As exchanges tem que se adaptar

As corretoras são responsáveis pela manutenção de uma abordagem ordenada e coerente para um hard fork, observou o grupo. Elas não podem suspender as operações antes que a parte vencedora no debate se torne evidente. As exchanges requerem operações contínuas.

O grupo observou que a sua ação foi tomada por razões práticas e operacionais, em vez de considerações filosóficas ou de julgamento.

Um evento contencioso de um fork poderia ser inevitável e forneceria uma via de capacidade para a blockchain do Bitcoin, mas as corretoras tem uma obrigação para com seus clientes de permitir um plano consistente e claro para reduzir a confusão em torno do evento.

O grupo de 18 bolsas designou o fork BU como BTU ou XBU. A implantação do Bitcoin Core será negociada como BTC ou XBT, com todas as exchanges processando retiradas e depósitos no BTC, mesmo se a cadeia BTU adquirir maior poder de hashing.

Alguns intercâmbios irão listar o BTU. Todos tentarão permitir o acesso dos clientes ao BTU.

Nenhuma das exchanges pode listar o BTU a menos que eles sejam capazes de executar ambas as cadeias de forma independente e sem incidentes.

As corretoras exigirão que o BU, ou qualquer consenso quebrando a implantação, contenha a proteção de repetição bidirecional robusta. Caso o BU não tome este curso de ação, isso minará a capacidade das corretoras de manter o BTU para clientes e atrasará ou não permitirá a listagem do token BTU.

No acontecimento de um hard fork, a implantação do Bitcoin Core continuará na lista como BTC ou XBT, enquanto o novo fork será listado como BTU ou XBU. No entanto, isso não acontecerá sem proteção de repetição adequada.

As exchanges acolhem com satisfação toda a assistência que os desenvolvedores podem oferecer para minimizar o risco inerente a esse momento crucial na história do Bitcoin.

Controvérsias sobre o BU

O BU sofreu recentemente um golpe depois que os atacantes lançaram um novo bug que destruiu o sistema. O suporte para BU caiu para 32,6% após o ataque, de acordo com a Coin.Dance, um site que rastreia dados da indústria.

Informações do site de rastreamento ilustrado que após os ataques, o número de nodos hospedados em BU caíram para 410 a partir de 781. Este foi o nível mais baixo que caiu desde outubro do ano passado, quando começou a aumentar constantemente. Desde então, atingiu somente 690.

Antes do ataque, alguns partidários do Bitcoin Core ameaçaram atacar a moeda se a maioria econômica decidisse aumentar a capacidade de transação através de um hard fork. Como as questões da transação blockchain permanecem, uma solução para a fixação do congestionamento precisa ser acordado.

Mas esse acordo não deveria vir na base de chantagens e trapaças, o que parece ser o forte do Bitcoin Core. Ameaçar trocar a PoW do Bitcoin para favorecer sua escolha, acusar o BU de planejar um ataque de 51% me parece coisa de gente sem nenhum tipo de moral.