Análise dos preços das altcoins: subida do abismo

Como relatado anteriormente, os traders dos EUA devem ao Estado cerca de US$25 bilhões em impostos das receitas que receberam como resultado de operações com criptomoedas. As obrigações fiscais devem ser cumpridas também pelas corretoras criptomonetárias, o que pode o que pode fazer com que algumas plataformas tentem liquidar seus ativos nos próximos dias.

Publicado em 22 de Março de 2018 por

Na semana passada, a capitalização das criptomoedas demonstrava um constante declínio, atingindo o nível mais baixo de US$275 bilhões em 18 de março. Depois de um tempo, o mercado começou a mostrar sinais de uma recuperação bastante confiante – atualmente, a capitalização do mercado é um pouco superior a US$350 bilhões.

O preço do Bitcoin cresceu significativamente e se consolidou em US$9 mil, enquanto sua participação na capitalização de mercado aumentou quase 2% – para 43,6% – em relação à revisão anterior. Ao contrário do Bitcoin, a participação do Ethereum na capitalização de mercado total diminuiu significativamente, e no momento é de 16,22%.

Neste artigo, informaremos nossos usuários sobre possíveis cenários para o movimento de preços de algumas das mais populares altcoins.

A atual recuperação do Bitcoin e do mercado de criptomoedas em geral é atribuída à posição oficial do G20, que optou por não enrijecer a regulamentação referente aos ativos digitais. Seguindo este contexto, o presidente do regulador supranacional e chefe do Banco da Inglaterra, Mark Carney, disse que em sua forma atual, as criptomoedas não representam nenhuma ameaça à estabilidade financeira global.

Esta opinião difere da opinião de alguns reguladores nacionais, como por exemplo do Banco do Japão, que defende medidas mais radicais em relação à indústria criptomonetária. Apesar disso, a declaração de Carney pode ser considerada o principal fator fundamental que impediu a continuação do declínio do mercado.

ETH/USD

A tabela de preços do par ETH/USD atingiu a área-alvo de US$518,85 – 471,94, indicada na revisão anterior.

Análise dos preços das altcoins: subida do abismo. BTCSoul.com

Figura 1 — ETH/USD, gráfico diário

O preço não conseguiu se conolidar abaixo deste nível de apoio, após o qual um movimento ascendente foi formado. Para a tendência de alta atual, o primeiro obstáculo pode ser a área de US$642,79 – 681,44 e a resistência marcada no gráfico com uma linha vermelha. A quebra destes níveis e uma consolidação acima deles podem marcar o fortalecimento das tendências de alta no mercado e a continuação do movimento ascendente.

Publicidade

Publicidade

Em condições correspondentes a um “cenário de touros”, o primeiro alvo da tendência de alta pode ser o nível de resistência de US$979,80. No caminho para este movimento, existirão obstáculos nos marcadores de US$788,63 e US$ 874,95, onde o preço pode passar por uma correção de curto prazo ou consolidar-se. Caso o segundo aconteça acima de cada um desses níveis, isso marcará o fortalecimento do mercado de touros.

XRP/USD

O preço do XRP atingiu o nível de US$0,62 indicado na revisão anterior, seguido por uma recuperação a partir deste nível.

Análise dos preços das altcoins: subida do abismo. BTCSoul.com

Figura 2 — XRP/USD, gráfico diário

O movimento atual pode ser considerado uma segunda onda na formação ascendente de cinco ondas. No entanto, é importante notar que o pico da segunda onda caiu abaixo do início da primeira, o que pode destruir as proporções ideais da figura de “cinco ondas”. Mesmo assim, considerando a situação atual como o fim da segunda onda de Elliott, é possível assumir a transição para a terceira onda, mais impulsiva e longa.

Para confirmar este cenário, o preço deve conquistar uma posição acima do nível de resistência de US$0,87. A partir deste ponto, a consolidação pode começar com um crescimento adicional.

Alvos prováveis para a terceira onda são: primeiramente o nível de US$1,18 seguido pelo de US$1,46. Vale notar que a transição para a quarta onda – que será evidenciada pelo aparecimento de uma divergência nos osciladores – pode começar nesta região.

BCH/USD

O preço do BCH quebrou a resistência do limite superior do canal inclinado, ganhando uma posição acima dele e, dessa forma, interrompendo a tendência de baixa.

Análise dos preços das altcoins: subida do abismo. BTCSoul.com

Figura 3 — BCH/USD, gráfico diário

Atualmente, o ativo está testando um nível de resistência bastante forte em torno de US$1.138,85. A quebra e a consolidação acima deste nível marcarão a formação e o fortalecimento do movimento ascendente. O primeiro alvo para este será a área de resistência compreendida entre os valores de US$1.551.99 e US$1.767,65. Caso ela seja alcançada, é possível esperar o início de um movimento corretivo de curto prazo.

Se ao contrário, a resistência de US$1.138,85 for forte o suficiente, o preço pode retornar ao canal descendente marcado com uma zona vermelha na Figura 3. Depois disso, um movimento lateral no nível de suporte horizontal de US$857,41 pode se formar. Em caso de quebra e conolidação abaixo dele, será possível aguardar o fortalecimento do movimento descendente, cujo primeiro objetivo será o limite inferior do canal inclinado.

LTC/USD

O gráfico de preços para o par LTC/USD continua a mover-se dentro do canal descendente. Em 18 de março, o preço se recuperou da sua borda inferior, conquistado o nível de US$166,52.

Análise dos preços das altcoins: subida do abismo. BTCSoul.com

Figura 4 — LTC/USD, gráfico diário

No futuro, pode-se esperar a continuação do movimento até o limite superior do canal descendente. Em caso de saída do canal e fixação do preço acima do nível de resistência, o movimento continuará até os níveis de US$207,04 e US$231,21.

No entanto, antes disso, o preço encontrará uma forte resistência do nível psicológico de US$200. Sendo que nesta área, é provável que haja uma ligeira consolidação do cronograma de preços e o subsequente crescimento.

Caso o “cenário de ursos” se realize, os pré-requisitos para o fortalecimento da tendência de baixa se apresentarão como uma quebra reversa do nível de US$166,52 e uma consolidação abaixo do nível de suporte do canal descendente. Nesse caso, o alvo para o movimento descendente será a marca de US$100.

ADA/USDT

Em 18 de março, o gráfico de preços para o par ADA/USDT voltou a atualizar sua baixa histórica e atingiu a marca de US$0,12. Depois disso, um forte movimento ascendente foi formado.

Figura 5 — ADA/USD, H4

No contexto dessa reversão, o gráfico de preços conseguiu conquistar uma posição acima de US$0,20 e o nível de resistência, marcado pela linha vermelha (Figura 5).

Por algum tempo, o preço pode se mover dentro da estreita faixa de US$0,21 a US$0,23. Depois de ganhar posições acima da área especificada, pode-se esperar um movimento até a marca de US$0,28.

Caso o preço não consiga se estabilizar acima de US$0,23, uma correção descendente até o nível de suporte de US$0,18 pode ser formada.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment