Apesar da queda do Bitcoin, Circle registra aumento de investidores na ordem de 30%

A startup criptomonetária Circle fechou a próxima rodada de financiamento da série E, liderada pela maior fabricante de equipamentos de mineração, a Bitmain, com a participação da Accel, Blockchain Capital, Breyer, General Catalyst, IDG, Pantera e Tusk Ventures.

Publicado em 27 de junho de 2018 por

Em maio, a startup Circle atraiu 30% mais investidores institucionais do que em abril. O desempenho da empresa aumentou apesar do valor do Bitcoin ter caído em cerca de 20% no mesmo período. Isso foi relatado pela CNBC.

Como o CEO da empresa, Jeremy Allaire, afirmou, a Circle também registrou um aumento de 15 vezes no número de transações em comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo ele, a partir desta semana, todas as operações de trading na plataforma serão automatizadas.

“Grandes investidores institucionais não trabalham através de corretores de telefone, eles se comunicam através de uma interface eletrônica. Essa nova maneira de fazer negócios é mais rápida e flexível”, ressaltou o CEO da CIrcle.

Observamos que a negociação mensal na plataforma ultrapassa US$ 2 bilhões, enquanto o valor mínimo do negócio é de pelo menos US$250 mil.

Lembre-se de que em maio, a Circle fechou uma rodada de financiamento para a série E, liderada pela Bitmain. Graças aos investimentos, que chegaram a US$110 milhões, a capitalização da empresa chegou perto de US$3 bilhões

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment