Binance lança fundo de proteção aos usuários após incidente com Syscoin

ote que essa Exchange não trabalha com compra direta por fiat, apenas criptomoedas. Ao utilizar a Binance, portanto, é necessário que o usuário possua uma certa quantia em criptomoedas em sua carteira (especialmente Bitcoin), considerando-se que a maioria das trocas é feita entre BTC/Altcoin.

Publicado em 5 de julho de 2018 por

A Binance, maior corretora em termos de volume de negociação, criou o Fundo Seguro de Ativos para Usuários (SAFU), que visa proteger os fundos dos usuários da plataforma em casos de emergência. A decisão foi tomada depois que transações incomuns usando chaves API foram detectadas na corretora. Os representantes da plataforma informaram sobre isso no blog oficial.  

A partir de 14 de julho, 10% das comissões cobradas pela corretora serão transferidas a uma carteira fria separada pertencente ao fundo.

Lembramos que em 03 de julho, às 23:18 do horário de Moscou, a administração da plataforma notou atividades suspeitas, acompanhadas pelo rápido crescimento do token Syscoin (SYS), e decidiu suspender a negociação.

Para garantir a segurança dos usuários, todas as chaves API foram desativadas e as transações suspeitas foram canceladas.

De acordo com a gerência da Binance, os usuários que tiveram que negociar o token SYS a um preço inflacionado poderão fazer transações na plataforma sem pagar comissões até 14 de julho de 2018. Outros usuários receberão um reembolso de 70% das comissões durante o mesmo período na forma de tokens BNB.

Vale ressaltar que em 4 de julho, a Binance anunciou sua decisão de realizar “um trabalho técnico não programado” depois que um dos usuários pagou 96 BTC por um token Syscoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment