Bitbond: uso de Bitcoin para emissão de créditos ajuda a contornar SWIFT

A plataforma de empréstimo P2P, com sede na Alemanha, Bitbond, garantiu um financiamento de empréstimo no valor de 5 milhões de Euros

Publicado em 14 de Maio de 2018 por

Bitbond, uma plataforma de empréstimos P2P com base em Berlim, é conhecida como uma das poucas empresas que oferecem a possibilidade de emitir e receber empréstimos em Bitcoins. De acordo com o fundador e CEO da Bitbond, Radoslav Albrecht, o uso da criptomoeda ajuda a contornar o sistema SWIFT, o maior provedor de serviços financeiros do mundo. Isso foi relatado pela Reuters.

“As transferências tradicionais de dinheiro são relativamente caras devido a comissões impostas sobre a troca de moedas, que podem levar vários dias. A Bitbond fornece aos clientes uma operação de pagamento independente em qualquer lugar do mundo. Graças à internet, tudo acontece muito rapidamente e com baixas comissões”, afirmou Radoslav Albrecht.

O modelo da Bitbond tem como condição que os clientes mantenham Bitcoins por apenas alguns segundos ou minutos, período após o qual eles serão convertidos para a moeda do país onde o destinatário do empréstimo está localizado. Além da velocidade, isso também evita os problemas que poderiam surgir por conta de taxas que mudam com frequência.

A plataforma Bitbond foi lançada em 2013 e, em 2016, recebeu a licença do regulador financeiro alemão (BaFin), tornando-se uma instituição bancária certificada e um dos poucos provedores de serviços financeiros criptomonetários totalmente regulamentados.

Os empréstimos para usuários da plataforma são fornecidos por investidores individuais e institucionais, que se beneficiam de atrativas taxas de juros. A maioria dos mutuários são comerciantes on-line que têm seus próprios mercados em plataformas como eBay e Amazon e precisam de capital de giro.

No momento, a empresa tem 24 funcionários em 12 países, e o volume de empréstimos mensais é de cerca de US$1 milhão. Como observado por Albrecht, a maioria dos empréstimos não excede US$50 mil.

Em 2017, a Bitbond recorreu ao financiamento externo duas vezes: US$1,2 milhão de investimentos angelicais e mais 5 milhões de euros obtidas da Obotritia Capital, que em troca recebeu uma participação na startup.

A empresa também é conhecida como criadora do BitcoinPPI, o índice de rastreamento do preço do Bitcoin em relação ao preço do Big Mac.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment