Com sede em Hong Kong, a corretora de criptomoedas Bitfinex divulgou novos pares para a libra esterlina britânica e o iene japonês.

O representante do banco ING confirmou a informação de que a corretora Bitfinex havia aberto uma conta na instituição, mas se recusou a divulgar quaisquer detalhes, destacando a confidencialidade. Isso foi relatado pela Bloomberg.

O representante do banco acrescentou que o ING “está examinando cuidadosamente” as transações das empresas criptomonetárias. No entanto, esta categoria não inclui empresas cujo o dinheiro digital não compreende a principal atividade.

“Somos extremamente cuidadodos com as empresas que são participantes ativos do mercado de criptomoedas. Não com empresas em mercados tradicionais que enviam ou recebem criptomoedas, mas com empresas da própria esfera criptomonetária”, afirmou a carta.

Esta foi a primeira colaboração da Bitfinex com um banco após apresentação de uma ação judicial por parte da corretora contra o Wells Fargo norte-americano no ano passado, quando a IFinex Inc. (operadora da Bitfinex) e a Tether Ltd. alegaram que a instituição parou de atender às transações de saída dos departamentos financeiros taiwaneses que fazem parte de sua estrutura e fez com que clientes das plataformas perdessem a capacidade de retirar fundos para suas contas.

De acordo com a iFinex e a Tether, o Wells Fargo não apenas suspendeu as contas dos clientes, como também não forneceu nenhuma explicação para esclarecer a situação. Desde então, a corretora, aparentemente, tem trabalhado sem parceiros bancários.

Vale ressaltar a Bloomberg informou também que a Bitfinex pode ter criado uma conta no banco polaco Spoldzielczy, contudo, essa informação nunca foi confirmada.