Bithumb relata aumento de 171 vezes em lucros e fala sobre lançamento de plataforma P2P para redes sociais

A corretora coreana de criptomoedas, Bithumb, anunciou suporte aos Tokens OmiseGO (OMG) e Kyber Network (KNC).

Publicado em 16 de Abril de 2018 por

A Bithumb, segunda maior corretora da Coréia do Sul, fez dois importantes anúncios ao mesmo tempo. Primeiramente, a empresa anunciou a criação de uma plataforma de Blockchain que suportará pagamentos e transações em várias redes sociais, comunidades web e blogs, assim como relata o portal BlockTribune.

A plataforma, denominada SNS Pay, permitirá que os usuários façam compras usando criptomoedas diretamente nas redes sociais e aplicativos de bate-papo, como Facebook, Twitter, KakaoTalk, Naver Blogs e Pinterest. Vale destacae também que não haverá a necessidade de visitar sites individuais de comércio eletrônico de terceiros.

“O SNS Pay é um serviço que inclui suporte para o intercâmbio, faturamento e promoção de produtos cadastrados em redes sociais. Em particular, implementamos um sistema que permite pagamentos através da mesma interface que está presente nos sites específicos. O público alvo planejado da plataforma são pessoas de 20 a 39 anos de idade que gostem de redes sociais”, explica o anúncio.

Vale notar que a Coreia do Sul é um dos líderes em número de usuários de redes sociais. Assim, com uma população de 51,25 milhões de pessoas, cerca de 45 milhões são usuários ativos da Internet e 38,4 milhões mantêm presença em redes sociais. Mais cedo, foi divulgado também que a Bithumb lançaria uma rede de terminais criptomonetários na Coréia do Sul.

Além disso, conforme relatado anteriormente pela CoinDesk Korea, em, 2017, a receita da Bithumb cresceu 171 vezes em comparação ao ano anterior – a principal fonte do lucro da plataforma é a comissão de 0,15% por cada transação de criptomoedas.

Em 2017 – especialmente no último trimestre =, o volume de negociações criptomonetárias nos mercados sul-coreanos começou a crescer exponencialmente, em grande parte devido à demanda por criptomoedas como Bitcoin e Ethereum. Isso levou ao significativo aumento de custo das plataformas de negociação, assim como da taxa dos valores imobiliários de corretoras públicas. Por exemplo, a Korbit, terceira maior corretora de criptomoedas da Coreia do Sul, foi vendida por US$150 milhões.

Por sua vez, a Bithumb registrou receita de US$420 milhões no ano passado, com lucro anual de US$330 milhões, sendo que muitos investidores consideraram esses dados absurdos, já que a receita total foi maior que o lucro, o que é meio raro. Normalmente, isso significa que a empresa tem alguma forma de ganho oculto fora suas atividades habituais.

De fato, como o representante da Bithumb disse em uma entrevista à Coindesk Korea, o site ganhou US$90 milhões fora de seu modelo de negócio normal e plataforma de negociação na forma de “receitas não operacionais”. Ele também insinuou que isso poderia ser devido a “aluguel de escritório, taxas de juros e lucros de investimento”.

“Informações detalhadas sobre o saldo da Bithumb serão apresentadas somente em 30 de maio em uma reunião do conselho. Assim, é difícil confirmar qualquer informação sobre o saldo da empresa no início de abril. A Bithumb provavelmente apresentará detalhes de suas receitas no final de abril”, disse o representante da plataforma.

Vale notar que muitas vezes, receitas não operacionais podem aparecer em empresas que possuem qualquer propriedade alugada. Por exemplo, se a Bithumb tem um edifício comercial no coração de Seul e ela o aluga para outras empresas porque usa apenas parte dele, isso pode ser considerado uma receita não operacional. Por sua vez, esses fundos devem ser refletidos na receita total, mas fazem parte do lucro anual.

Além disso, como afirmam os especialistas, é possível que uma renda “extra” possa surgir como resultado de investimentos diretos em criptomoedas, como Bitcoin ou Ethereum.

No entanto, se a fonte de renda não operacional da Bithumb for investimentos em criptomoedas, então em 2018, seus lucros podem ser significativamente reduzidos se a taxa do Bitcoin não começar a se recuperar rapidamente após os valores recordes em torno de US$19 mil. Isso é especialmente relevante no contexto do fato de que, na própria Coréia do Sul, a taxa da Primeira Moeda ao final do ano passado chegou a US$24 mil em algumas plataformas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment