BitPay expressa opinião sobre o hardfork SegWit2x: preferência pela cadeia com a maior complexidade

O maior sistema do processamento de Bitcoin – BitPay – emitiu uma nova declaração na qual confirma que, no caso do hardfork, apoiará a cadeia com o maior hashrate, mesmo que essa cadeia provoque uma resistência da comunidade de fork.

Publicado em 1 de novembro de 2017 por

O maior sistema do processamento de Bitcoin – BitPay – emitiu uma nova declaração na qual confirma que, no caso do hardfork, apoiará a cadeia com o maior hashrate, mesmo que essa cadeia provoque uma resistência da comunidade de fork.

Publicidade

Publicidade

Como citado no blog da empresa, como nem todos os mineradores concordam com o fork proposto, há um alto risco de divisão da cadeia. Neste caso, os serviços BitPay seguirão a cadeia com a maior complexidade. Ao mesmo tempo, a empresa insiste que essa cadeia seja considerada a Blockchain do Bitcoin:

“No caso de uma divisão contínua ou permanente da cadeia e desde que a menor cadeia tenha um valor de mercado significativo, forneceremos aos usuários das carteiras Copay e BitPay instruções de como acessar essas moedas com segurança. Nós nos referiremos à menor cadeia como BC1 (se o Segwit2x for a maioria) ou BC2 (se o Segwit2x for a minoria). Caso contrário, não planejamos fornecer nossos serviços à cadeira minoritária”.

Aproximadamente 24 horas antes da ativação do Segwit2x, a BitPay planeja suspender o recebimento e envio de pagamentos e o reabastecimento de cartões de débito. Os usuários são recomendados a levar isso em consideração e se abster de fazer transações justamente até o Bloco 494.784, onde o hardfork – supostamente – acontecerá.

Lembramos que a BitPay atua no mercado desde 2011 e é líder em processamento de Bitcoin, a empresa atende uma grande quantidade de lojas e empresas online, o que lhe permite aceitar a criptomoeda como pagamento. Nesse sentido, sua posição no contexto da rejeição geral do Segwit2x pela comunidade Bitcoin coloca em risco um número significativo de usuários.

No entanto, como Adam Back, CEO da Blockstream, disse em entrevista recente à Forklog, a BitPay provavelmente será forçada a trabalhar com ambas as cadeias caso o hardfork de novembro ocorra.

“Suponho que eles terão que apoiar ambas as moedas. O Bitcoin é aceito por muitas lojas, e basta apenas imaginar a situação quando as pessoas quiserem pagar, mas descobrirem que 95% das lojas não aceitam o que eles querem gastar”, disse Adam Back.

Em maio de 2017, a BitPay assinou um de parceria estratégica com o fabricante chinês de equipamentos de mineração Bitmain Technologies.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment