Bitwala anuncia reformatamento de negócios após encerramento de contas bancárias

O serviço Bitwala e a bolsa Mobi desenvolvida pela BTCC já não servirão cartões de débito emitidos para não residentes da União Européia.

Publicado em 12 de Janeiro de 2018 por

A Bitwala – uma plataforma européia de Bitcoin – informou sobre o próximo reformatamento dos negócios após as contas bancárias serem encerradas e os serviços relacionados à questão e manutenção dos cartões pré-pagos, interrompidos.

Em seu apelo aos usuários, a Bitwala lembra que no início de janeiro, após o término da cooperação da Visa com a plataforma de pagamentos WaveCrest, os cartões de usuários de várias empresas foram bloqueados. No momento, a companhia está trabalhando com a WaveCrest para devolver fundos aos usuários, mas acontece que esse não foi o único problema a ser enfrentado.

“Em 29 de dezembro, nosso banco nos notificou que está verificando os movimentos em nossa conta, suspendendo temporariamente todas as operações. Removemos a opção de transferências bancárias do painel de controle em nosso site e informamos aos usuários sobre os atrasos nas transações. No entanto, apesar de todos os esforços, ontem, o banco nos informou que devido a uma mudança em sua política, decidiu parar o relacionamento conosco e encerrar completamente a nossa conta”, dizia o relatório.

Apesar do que aconteceu, a Bitwala assegura que os fundos de usuários estão seguros e serão devolvidos, embora isso possa demorar até 30 dias.

Ao mesmo tempo, a empresa anunciou o reformatamento de seus negócios e a criação de um banco de criptomoedas.

“A Bitwala será relançada como um banco de criptomoedas. Trabalhando durante mais de um ano sobre o acordo, finalmente chegamos a um entendimento mútuo com um parceiro bancário da Alemanha. Depois de mudar para a nova plataforma, os usuários poderão abrir contas bancárias completas”, diz a empresa.

Além disso, todas as contas terão cartões de débito – que não precisarão ser reabastecidos separadamente. Melhor ainda: se antes, ao trabalhar com a plataforma, os usuários tinham acesso apenas à direção criptomoeda – fiat, na nova plataforma também estará disponível o caminho inverso.

No ano passado, a Bitwala anunciou sua intenção de realizar uma ICO, sendo que a equipe do projeto não abandonou esses planos. No entanto, se anteriormente a campanha para a venda de tokens estava programada para o primeiro trimestre de 2018, agora a decisão de mover os prazos foi tomada: a ICO será lançada somente após a completa reinicialização da plataforma.

Lembramos que anteriormente, a plataforma do banco on-line, Wirex – que também foi afetado pela revogação da licença da WaveCrest, anunciou que planeja restaurar o trabalho dos cartões de criptomoedas no futuro próximo.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment