Bitwala e solarisBank lançarão serviço bancário baseado em Blockchain

Representantes da startup Bitwala, que pretende combinar o sistema bancário tradicional às criptomoedas, anunciaram o recebimento de US$4 milhões como parte de mais uma rodada de financiamento.

Publicado em 10 de outubro de 2018 por

A Bitwala, uma startup de Blockchain, anunciou uma parceria estratégica com o solarisBank, uma empresa financeira baseada em Berlim, para criar a primeira “conta bancária de Blockchain” da Alemanha.

A nova parceria faz parte da iniciativa da Bitwala denominada Blockchain Factory. Segundo Roman Kessler, um porta-voz do solarisBank, a cooperação entre as duas empresas permitirá à Bitwala fornecer serviços bancários com base na licença bancária da startup financeira alemã.

Como notaram os representantes da Bitwala, o público-alvo do novo serviço compreende usuários já familiarizados com criptomoedas. O lançamento da “conta de Blockchain” está agendado para meados de novembro. A Bitwala observou também que, até o momento, 35 mil usuários já passaram pelo cadastro preliminar.

Kessler enfatizou que a nova iniciativa será um “serviço bancário de Blockchain”, mas que a Bitwala não se transformará em um banco. No entanto, ele observou que a empresa pretende receber a licença apropriada no próximo ano.

Segundo ele, dois aspectos importantíssimos do solarisBank atraíram a atenção da Bitwala: uma “plataforma técnica fantástica” que permite a qualquer empresa “fazer login e conectar seus casos de uso rapidamente” através da API da startup financeira, e uma licença bancária que permite atender aos requisitos regulatórios.

Vale notar que durante sua história, a Bitwala já entrava em parcerias com gigantes como o banco espanhol BBVA e a Visa. Em 2016, a empresa alemã fechou uma rodada de financiamento da Série B, durante a qual atraiu €56,6 milhões em investimentos.

No início deste ano, quando a Visa terminou sua cooperação com a plataforma WaveCrest, a Bitwala anunciou uma reformatação do seu negócio.

Também lembramos que no mês passado a Bitwala recebeu US$4 milhões da empresa de capital de risco EarlyBird e do fundo COPARION.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment