A IBM passou a usar a Blockchain da Stellar para a realização de pagamentos transfronteiriços.

A Stellar Foundation obteve uma certificação da Blockchain do Stellar pela Shariyah Review Bureau (SRB). Alega-se que este é o primeiro caso de obtenção de um certificado de conformidade com a lei da Sharia por um protocolo criptomonetário para transferência de fundos.

Para o ecossistema Stellar, obter esse certificado significa poder expandir-se em mercados que exigem conformidade com princípios islâmicos: nos países do Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfo Pérsico (Bahrein, Kuwait, Arábia Saudita, Qatar, Emirados Árabes Unidos e Omã) e em alguns países do Sudeste Asiático.

A Stellar Foundation afirmou que durante os próximos meses, várias reuniões nas quais será discutido o desenvolvimento de produtos e serviços baseados no Protocolo Stellar em conformidade com a lei da Sharia serão realizadas com delegados de instituições financeiras globais.

Lembramos que em maio deste ano, uma mesquita de Londres, alegou ter sido a primeira organização islâmica no Reino Unido a aceitar doações em criptomoedas – isso se tornou possível depois que um estudo teológico durante o qual foi provado que o uso de criptomoedas não entra em conflito com a lei da Sharia foi realizado.