BTC-e teve US$ 169 milhões movimentados. Hacker ou fraude?

Publicado em 26 de julho de 2017 por

Usuários do Reddit sugeriram que US$ 169 milhões foram retirados da corretora de criptomoedas BTC-e pouco antes do site da empresa sair do ar.

Roubo na BTC-e. btcsoul.com

Publicidade

Publicidade

A corretora de criptomoedas BTC-e não esteve disponível para usuários nas últimas 24 horas. No momento (09:00 horas de Brasília) o site está carregando, mas na página principal você pode ver apenas uma imagem com um link para a página da corretora no Twitter.

A última mensagem da empresa foi postada no Twitter em 25 de julho às 13:41 (Hora de Brasília):

“Ainda estamos fazendo nossos reparos não planejados. Nós o manteremos informado. Desculpe pelo inconveniente”.

Publicidade

Publicidade

Estamos dando continuidade à manutenção não programada de nosso site. O manteremos atualizado. Desculpe pela inconveniente. #btce

– BTC-E (@btcecom) 25 de julho de 2017

Escrevendo sob o hashtag #btce usuários do Reddit, sugerem que a corretora pode ser fechada ou ter sido hackeada. Também é possível que os fraudadores tenham acesso à fundos em bolsas de Bitcoin.

Indiretamente, esta versão foi confirmada pelos usuários do Twitter que relataram que pessoas desconhecidas retiraram da exchange mais ou menos US$ 169 milhões através de várias carteiras.

Roubo na BTC-e. btcsoul.com

Como foi:

  • 12:17 – O despejo começa
  • 12:59 – 66,163 Bitcoins são retirados de uma carteira fria
  • 14:48 – BTC-e está fora do ar “, diz o tweet de Blockchair.

Roubo na BTC-e. btcsoul.com

De acordo com a informação disponível, o dinheiro foi primeiro para a carteira de numero 19QzVvFZbHV4gcvmSYw3yup5RaBXgMeXay, e logo em seguida dispersado por varias carteiras diferentes em valore menores.

“A linha de tempo ainda não está muito clara. Mas, podemos assumir que, para uma corretora, que tem 66 mil Bitcoins sob sua tutela, esses fundos deveriam ser observados de perto. Se pertencessem a BTC-e e fossem roubados a partir daí, acredito que a corretora teria percebido em questão de minutos e teria cortado o acesso por volta de 13:05. Mas, quem sabe o que estava realmente ocorrendo por lá”, escreveu um usuário cujo apelido é mitweb3000.

No momento da redação, o site btc-e.com ainda não estava disponível. Nós do BTCSoul fizemos o possível para entrar em contato com os representantes da corretora.

A BTC-e existe desde 2011 e é popular, principalmente entre usuários de língua russa da rede.

UPDATE: Como pode ser visto a partir dos dados pertencentes da carteira de Ethereum da BTC-e, não houve atividade suspeita durante as últimas 24 horas. O saldo da carteira é de 485,705 ETH (US$ 97,2 milhões à taxa atual) e as últimas operações foram realizadas na terça-feira, 25 de julho).

UPDATE 2: De acordo com a Reuters, um cidadão de nacionalidade russa, Alexander Vinnik, 38 anos, foi preso no norte da Grécia à mando do governo americano sob a acusação de lavar pelo menos US$ 4 bilhões. Ainda de acordo com a publicação, o suspeito apreendido é a pessoa chave por trás da exchange de criptomoedas BTC-e. Vale a pena ressaltar que o momento da prisão é bem próximo do blackout do site.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

4 comentários sobre: “BTC-e teve US$ 169 milhões movimentados. Hacker ou fraude?

    1. Oi Silas, muitíssimo obrigado pelo documento! Para quem não entendeu o link dele, ali está disposto o processo movido pelo governo dos EUA contra Alexander Vinnik em nome da BTC-e.

      1. jarley soares da costa

        não entende ?
        então quem tinha moeda no BTC e , perdeu né?

        1. Ao que parece é isso mesmo o que aconteceu. Mas vamos vendo o que acontece, se os fundos foram mesmo apreendidos ou não.

Leave a Comment