Buterin pretende “queimar” Ethereum para criar escassez de criptomoedas

O criador do Ethereum, Vitalik Buterin, está pensando em limitar a emissão desta criptomoeda. Entre as propostas, está o retiro de algumas moedas de circulação e a cobrança de uma taxa para aplicaticos na Blockchain do Ethereum.

Publicado em 9 de novembro de 2017 por

O criador do Ethereum, Vitalik Buterin, está pensando em limitar a emissão desta criptomoeda. Entre as propostas, está o retiro de algumas moedas de circulação e a cobrança de uma taxa para aplicaticos na Blockchain do Ethereum. Isto foi relatado por Bloomberg.

De acordo com a publicação, esse pensamento foi motivado pela observação de Buterin sobre o aparecimento de novas criptomoedas, que no segundo trimestre de 2017 atraíram cerca de US$800 milhões durante as Ofertas Iniciais de Moedas (ICOs).

Publicidade

Publicidade

Ao mesmo tempo, Vitalik Buterin descartou a opção de limitar a emissão de Ethereum do mesmo jeito que aconteceu com o Bitcoin. Em vez disso, ele sugere coobrar taxas para aplicativos criados na blockchain do Ethereum. De acordo com seus cálculos, essas taxas retirarão gradualmente da circulação uma parte dos tokens.

“Se o token queima, temos um modelo econômico no qual o preço dele pode ser determinado pelo preço atual de todos os tokens queimados no futuro. Caso contrário, é apenas algo que cresce e cai. Aparece um modelo de “economia voodoo”, no qual o token não é garantido por nada. Isso parece assustador“, disse Buterin.

Ele também acrescentou que sua equipe continuará procurando maneiras de destruição irreversível de tokens Ethereum.

Lembramos que, no final de outubro, Buterin criticou a qualidade das empresas emergentes realizando ICOs e previu o fracasso da maioria delas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment