O CEO do Telegram, Pavel Durov, informou à Securities and Exchange Commission (SEC) sobre a atração de US$850 milhões de 94 investidores no segundo round privado do projeto TON. O valor mínimo requerido para investimento era de US$1 milhão.

Os organizadores da ICO do Telegram (TON) prometeram aos investidores o retorno dos fundos investidos em caso de falha no lançamento da plataforma de sua própria moeda criptográfica até outubro de 2019. Isso foi relatado pelo Business Insider com referência aos documentos oficiais da empresa.

Além disso, a startup não garante que terá fundos suficientes para retornar aos investidores:

“Não há garantia de que o emissor ou o Telegram terão fundos suficientes para pagamentos de acordo com os termos do contrato. Nem o emissor, nem o Telegram têm qualquer obrigação de usar os recursos arrecadados com a venda de tokens a favor dos investidores”, afirma o documento.

Lembre-se de que durante a primeira rodada da ICO Telegram, cerca de US$ 850 milhões de 81 investidores privados foram atraídos, sendo que na semana passada, a empresa lançou a segunda pré-venda secreta de sua criptomoeda.