CEO do Dash: moedas digitais de bancos centrais são inevitáveis

Na quarta-feira, dia 22 de novembro, o preço do Dash atingiu um novo patamar histórico, superando pela primeira vez a marca de US$570.

Publicado em 26 de outubro de 2018 por

Moedas digitais dos Bancos Centrais são um futuro inevitável, acredita Ryan Taylor, CEO do Dash.

À medida que as nações líderes do setor criptomonetário refletem sobre a ideia de uma criptomoeda emitida por um Banco Central, Ryan Taylor diz que tais moedas são um “futuro inevitável”.

Taylor acredita que após sua emissão, esses ativos teriam vantagem sobre as outras. O comentário foi feito em uma entrevista à Cointelegraph, na qual o CEO do Dash acrescentando que são os usuários que “decidirão que tipo de dinheiro querem consumir e usar em suas vidas”.

Taylor, no entanto, levantou questões sobre a forma que as criptomoedas podem tomar no futuro, observando que o “mercado livre pode, em última análise, criar um dinheiro melhor do que o governo”, e sublinhando:

“Eu realmente acho que é inevitável. Não importa se vai acontecer através da pressão dos concorrentes ou através de seus próprios desejos, eles [governos] vão lançar suas próprias criptomoedas. Mas eu não acho que seja onde as inovações mais significativas vão ocorrer”.

Taylor prevê que economias mais fortes, como a dos EUA, podem começar com regulamentações já em 2019, sendo que, no entanto, ele acredita que “nações menores darão esse passo primeiro, já que os riscos [para eles] são menores”.

O CEO do Dash sublinhou também a necessidade por parte das criptomoedas de se tornarem mais seguras e mais amplamente aceitas como valores mobiliários.

Vale ressaltar que recentemente, o Banco Central do Japão abandonou planos de lançar criptomoeda nacional, expressando dúvidas de que as criptomoedas emitidas por Bancos Centrais possam aumentar a eficácia da política monetária.

Tecnologicamente, já existem efeitos adversos das tentativas de alguns países de criar uma criptomoeda. A criptomoeda estatal venezuelana, por exemplo, foi acusada pelo desenvolvedor-chefe do Ethereum (ETH), Joey Zhou, de copiar partes significativas do WhitePaper do Dash. Em resposta, Taylor disse que não ficou surpreso com a acusação, afirmando que:

“Estamos falando de um código-fonte aberto e usar a palavra ‘plagiar’ não e a melhor opção, [mas] realmente há significativas partes que eles copiaram”.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment