Chefe do Barclays: ainda não estamos prontos para disponibilizar negociações de criptomoedas

Um dos maiores bancos do Reino Unido e conglomerados financeiros mundiais, o Barclays, abriu uma unidade de risco especializada em investir em soluções de Blockchain, contratos inteligentes e inteligência artificial.

Publicado em 3 de Maio de 2018 por

O executivo-chefe do gigante bancário britânico Barclays, Jes Staley, disse durante a reunião anual de acionistas que a instituição financeira “não tem planos concretos de lançar um serviço de negociação de moedas criptográficas” – apesar de rumores que apareceram na mídia em meados de abril. Isto foi relatado pelo Financial News.

De acordo com Staley, no momento, as criptomoedas são “uma tarefa muito difícil para o banco”.

Publicidade

Publicidade

Vale notar que, a primeira vez que se ouviu sobre o interesse do banco pela negociação de criptomoedas foi mês passado. Como algumas fontes contaram então, o banco estava ativamente engajado em estudar a demanda e o interesse de seus clientes pela oportunidade de negociar ativos digitais.

No entanto, também foi observado que não haviam planos específicos para o banco naquele momento. Ao mesmo tempo, Staley observou durante a reunião que o Barclays “está estudando a indústria de criptografia levando em conta todos os requisitos dos reguladores”.

Lembre-se de que em meados de 2017, tornou-se conhecido que o banco britânico Barclays está negociando com o escritório local de supervisão financeira e empresas fintech para melhorar a segurança do Bitcoin, bem como trabalhando na introdução de criptomoedas no sistema bancário.

Publicidade

Publicidade

Além disso, no mês passado, o conglomerado financeiro Barclays abriu uma unidade de capital de risco especializada em investimentos em soluções baseadas em Blockchains, contratos inteligentes e inteligência artificial.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment