China pede para não “mitologizar” a Blockchain

A polícia da cidade de Tianjin, no nordeste da China, deteve uma pessoa suspeita de roubo de eletricidade para mineração de Bitcoin. No que diz respeito a isso, mais cinco pessoas estão sendo investigadas.

Publicado em 10 de julho de 2018 por

O chefe da divisão internacional do Comitê Estadual Chinês para Controle de Atividades Bancárias e de Seguros insistiu em não “mitologizar” a tecnologia do registro distribuído. Isso foi relatado pelo South China Morning Post.

Falando na cúpula de tecnologias financeiras em Xangai, Fan Wenzhong disse que apesar da “inovação e importância” da Blockchain, não se deve “mitologizar” essa tecnologia.

Ele observou que é difícil reconhecer a Blockchain como uma “revolução”, já que a ideia de um registro com a possibilidade de acesso simultâneo para vários usuários está no ar há centenas de anos.

“A descentralização não é uma nova tendência, mas um retorno às raízes. No amanhecer da humanidade, a troca era conduzida sem a participação de autoridades centralizadas. Blockchain é uma inovação útil, mas isso não se aplica às criptomoedas que apareceram graças a ela”, afirmou Wenzhong.

Ainda no contexto de notícias sobre a China, vale ressaltar que após a introdução de rigorosas medidas regulatórias, a participação do yuan nas transações globais de Bitcoin caiu de mais de 90% para menos de 1%. Leia mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment