CME Group: futuros não afetam preço do Bitcoin

Quase quatro meses após o lançamento dos futuros do Bitcoin, o Chicago Mercantile Exchange (CME Group) forneceu dados à Commodity Futures Trading Commission (CFTC) sobre as posições dos traders.

Publicado em 19 de setembro de 2018 por

De acordo com Tim McCourt, diretor administrativo e chefe da divisão dos valores mobiliários e investimentos alternativos da Chicago Mercantile Exchange (CME), os contratos futuros de Bitcoin não exercem pressão sobre o preço do ativo. Isso foi dito por ele durante a conferência Consensus Singapore 2018, e relatado pela CoinDesk.

“Nós representamos apenas uma pequena parte do mercado”, afirmou McCourt.

Ele acrescentou que a CME lançou derivativos criptomonetários em resposta à demanda dos participantes do mercado – os próprios usuários queriam um instrumento financeiro confortável com controle de risco em uma bolsa regulamentada.

Tim McCourt também observou que o mercado de futuros de Bitcoin continua a crescer, e isso é particularmente perceptível em termos de volumes nos mercados asiáticos. Segundo ele, a atividade comercial durante as últimas horas antes da abertura do mercado norte-americano tem um significativo impacto no preço dos futuros de Bitcoin.

“40% da negociação de futuros de Bitcoin ocorre fora dos EUA, com 21% vindo da Ásia”, acrescentou McCourt.

Vale ressaltar que em julho, Terry Duffy, diretor do CME Group, disse que a empresa não pretende adicionar futuros para altcoins.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment