Co-fundador de Augur retira processo contra ex-parceiros

Um terço dos REP roubados da conta de Bo Shen foram recuperados de acordo com o co-fundador do Augur, Jack Peterson, e ele acha que mais das fichas roubadas ainda poderão ser recuperadas enquanto continuam a trabalhar com as exchanges.

Publicado em 17 de outubro de 2018 por

O tribunal da Califórnia encerrou o caso contra os fundadores do Augur, mercado descentralizado para previsões. Isso foi relatado pela Forbes.

Em abril, Matthew Liston, co-fundador da plataforma, acusou Joseph Bell Costello e outros fundadores da Augur – Jack Peterson, Joseph Charles Krug e Jeremy Gardner. Fraudes, assédios e intenções maliciosas, disse Liston, fizeram com que ele fosse removido do projeto em 2014.  

O co-fundador da Augur queria receber uma indenização no valor de US$152 milhões, sendo que, neste contexto, segundo a publicação, este caso poderia ser um dos mais caros entre todos os outros da história da indústria criptomonetária.

Em outubro, no entanto, a acusação representada pela empresa Balloun Law pediu que fosse interrompida a análise da reclamação e o tribunal retirou o caso da agenda. Matthew Liston se recusou a comentar.

Conforme declarado no registro do tribunal, em setembro, as partes chegaram a um consenso e estão trabalhando juntas em um acordo escrito que deve pôr fim a este conflito.

Lembramos que anteriormente, a Augur foi acusada de criar um “mercado para assassinos”. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment