Coinbase nega acusações da Procuradoria Geral do Estado de Nova York sobre negociação no interesse da empresa

Um usuário do Reddit sob o apelido Dazzling_Substance avisou a clientes da Coinbase que a empresa cometeu um erro crítico ao implementar o protocolo Segregated Witness sem atualizar o protocolo BIP70 para suportar endereços SegWit.

Publicado em 22 de setembro de 2018 por

Representantes da corretora Coinbase negaram as acusações da Procuradoria Geral do Estado de Nova York, segundo as quais sua conta responde por cerca de 20% do número total de transações na plataforma.

“Grandes volumes de sua própria negociação levanta questões sobre os riscos que os clientes podem enfrentar”, disse o ministério.

Mike Lempres, chefe do departamento jurídico da Coinbase, salientou que as acusações do procurador-geral são infundadas, adicionalmente acrescentando que vários meios de comunicação interpretam incorretamente os dados fornecidos voluntariamente pela empresa à agência.

“Quando a Coinbase realiza transações, trabalhamos em nome dos clientes, não da plataforma em si”, ele ressaltou.

Lempres afirmou que a corretora está a favor do controle e continuará a trabalhar com os reguladores para promover o ecossistema criptomonetário.

Vale notar que alguns usuários relataram que o site do blog da empresa não está disponível.

Lembramos que a Procuradoria Geral do Estado de Nova York passou as informações sobre as corretoras Binance, Gate.io e Kraken para a Agencia de Serviços Financeiros de Nova York (NYDFS) – essas plataformas anteriormente se recusaram a cooperar com a Procuradoria no âmbito da iniciativa para identificar manipulações em mercados virtuais.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment