No domingo, a Exchange sul-coreana Coinrail foi submetida a ataques de hackers, nos quais, segundo dados atualizados, mais de 40 bilhões de won (cerca de US$37,28 milhões) foram roubados.

A Coinrail, uma corretora criptomonetária sul-coreana que recentemente foi afetada por um hacking à sua plataforma apresentou um plano para restaurar seu serviço. Isso foi relatado pelo portal Bitcoin.com.

De acordo com os representantes da plataforma de negociação, atualmente, a empresa está em processo de reestruturação, sendo que o processo de recuperação da funcionalidade da Coinrail será concluído antes de 15 de julho.

“A Coinrail restaurará os serviços até 15 de julho, desde que tudo esteja pronto para isso. Estamos preparando um conjunto de medidas para recuperar moedas roubadas e informaremos sobre o andamento desse processo no final de junho”, afirmaram representantes da plataforma.

Além disso, a Coinrail observa que a implementação do plano de recuperação será realizada com a assistência de “várias partes interessadas, incluindo desenvolvedores de moedas”.

A publicação observa também que muitos clientes duvidam que a corretora sul-coreana retomará seu trabalho até a data especificada. O fato de que cerca de uma semana antes do ataque de hackers, a administração da plataforma removeu pontos dos Termos de Serviço relacionados à compensação dos fundos dos usuários no caso de hackeamento à corretora, também gera suspeitas.

Lembramos que no dia do ataque à corretora Coinrail, houve uma queda acentuada no preço do Bitcoin. Em seguida, hackers roubaram mais de 40 bilhões de won das contas da corretora (cerca de US 37,28 milhões).