Comissões altas e volatilidade forçam Steam a abandonar Bitcoin

A Steam, maior plataforma de jogos do mundo, não suporta mais o Bitcoin como método de pagamento.

Publicado em 7 de dezembro de 2017 por

A Steam, maior plataforma de jogos do mundo, não suporta mais o Bitcoin como método de pagamento. Conforme relatado no blog oficial da Valve, a empresa teve que tomar essa decisão devido à alta volatilidade e às comissões bastante aumentadas.

“Nos últimos meses, vimos um forte aumento na volatilidade do Bitcoin. Além disso, na semana passada, a comissão para uma transação aproximou-se da marca de US$20 – um aumento notável em comparação aos US$0,2 de quando estavamos apenas começando a apoiar esta criptomoeda. Infelizmente, a Valve não pode influenciar o tamanho das comissões. Como resultado, os usuários enfrentam preços irracionalmente altos ao comprar jogos usando Bitcoin”, disse o relatório.

Publicidade

Publicidade

A empresa observou que saltos de preço acentuados sempre foram característicos do Bitcoin, contudo, recentemente, o nível de volatilidade tornou-se “extremo”, o que causa problemas aos usuários. Por exemplo, ao pagar com Bitcoins, um comprador transfere o valor necessário para BTC, mais uma comissão para a transação. Como o preço da moeda é extremamente instável, o sistema tem somente um curto período de tempo para processar o pedido antes que o curso da critomoeda mude novamente, diz o relatório.

No caso de uma queda acentuada do BTC, os usuários podem descobrir que, depois de alguns segundos, o valor transferido por eles já se torna insuficiente. Nesse caso, a empresa tem duas opções: devolver fundos ou oferecer pagar a diferença que está faltando. De acordo com o representante da Valve, nenhuma dessas opções pode ser considerada boa. No primeiro caso, o usuário simplesmente perderá o valor gasto na comissão e, no segundo, ele terá que pagar essa taxa de novo, o que pode exceder várias vezes o valor da própria da transferência.

“No momento, não podemos mais suportar o Bitcoin como um método de pagamento. No entanto, se no futuro a criptomoeda se tornar mais uma vez uma solução aceitável para a comunidade e para nossa empresa, podemos reconsiderar essa posição”, resumiu o representante da Valve.  

Publicidade

Publicidade

O fato de que a Steam começaria a aceitar pagamentos em Bitcoins tornou-se conhecido em abril de 2016. No entanto, os usuários da plataforma de jogos podem ainda ter um método de pagamento alternativo com criptomoedas: a empresa Xsolla, uma das operadoras de pagamento oficiais da Steam, anunciou anteriormente seu suporte a tokens WAX.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment