Constantinople é integrado a cliente Parity

Os desenvolvedores do Ethereum divulgaram as características técnicas da primeira fase da próxima atualização, o Finality Gadget Casper (FFG Casper), que permitirá que a rede mude para o mecanismo híbrido de consenso Proof-of-Work (PoW)/Proof-of-Stake (PoS).

Publicado em 12 de setembro de 2018 por

Na véspera da atualização de outubro na rede Ethereum, os desenvolvedores da Parity Technologies integraram o código Constantinople, segunda parte do hardfork Metropolis, ao seu cliente Parity Ethereum. Isso foi relatado pela ETHnews.

Um link para o pedido de inclusão de código publicado no GitHub foi postado no Twitter pelo desenvolvedor Afri Schoedon.

Constantinople será a segunda etapa do hardfork Metrópolis – espera-se que ele aumente a eficiência e reduza as taxas de transação na rede Ethereum. Sua ativação ocorrerá em outubro.

Lembramos que a primeira parte do hardfork Metropolis, chamada Byzantium, ocorreu em outubro do ano passado.

Com a implementação do Constantinople no cliente Parity, todas as sugestões para melhoria da rede estão incluídas (EIP-1234, EIP-145, EIP-1014, EIP-1052, EIP-1283). As possíveis vulnerabilidades das propostas serão reveladas após testes adicionais.

Espera-se que em seguida, outros clientes de Ethereum implementem as mudanças no código, incluindo Geth, Trinity, cpp-ethereum, EthereumJ/Harmony e Aleth/Cpp-Ethereum.

Ainda em menção ao Ethereum, lembramos que anteriormente relatamos que os desenvolvedores do ETH concordaram com a proposta EIP-1234, que prevê uma redução na emissão de novas moedas no bloco dos atuais 3 para 2 ETH.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment