Conta de Satoshi Nakamoto “ganha vida” em site P2P

Desenvolvedores do gerenciador de senhas, Dashlane, publicaram um estudo no qual analisaram a auditoria da confiabilidade das senhas de usuários por meio de corretoras de criptmoedas. Como resultado, foi concluído que a grande maioria (mais de 70%) das plataformas de negociação de ativos digitais permite o uso de senhas fracas, o que torna as contas de usuários extremamente vulneráveis a invasores.

Publicado em 1 de dezembro de 2018 por

Há 12 horas, a conta de Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin, no site da P2P Foundation, publicou um post contendo a palavra “nour”. Ele também acrescentou à sua lista de amigos um homem chamado Wagner Tamanaha, que pode morar em São Paulo, Brasil. 

Vale notar que Nour ou Noor/Nur, quando começa com letra maiúscula, é um nome arábico, literalmente significando luz. No entanto, a conta de Satoshi escreveu essa palavra com letras minúsculas.

Outro fato interessante é que o pesquisador sênior da startup nChain, Craig Wright, em seguida publicou um post em árabe:

“A luz persegue a escuridão”.

No entanto, nos comentários, ele foi imediatamente acusado de usar a situação para confirmar seu mito. Além disso, usuários notaram que Wright escreveu seu post sete horas depois da ativação no P2P Foundation.

Vale acrescentar que um hacker chamado Jeffrey conseguiu acesso ao e-mail [email protected] ainda em 2014 e também publicou um post no P2P Foundation. Jeffrey afirmou que possuía dados sobre a verdadeira identidade do criador do Bitcoin e supostamente estava pronto para vendê-los.

Vale ressaltar que a maioria da comunidade está inclinada a pensar que a conta de Nakamoto foi novamente hackeada. 

Lembramos que anteriormente, um autor desconhecido publicou no site nakamotofamilyfoundation.org informações sobre um futuro livro que supostamente revelará a identidade de Satoshi Nakamoto e daqueles que estão por trás da criação do Bitcoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment