Corretoras japonesas se unem em organização autorregulada

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) emitiu uma ordem de suspensão da operação de duas corretoras de criptomoedas – FSHO e Bit Station.

Publicado em 25 de outubro de 2018 por

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) concedeu oficialmente à Associação Japonesa de Corretoras de Moedas Virtuais (JVCEA) o status de “associação comercial certificada na área de assentamentos financeiros”. Isso foi relatado pela CCN com referência à mídia local.

O regulador financeiro deu à Associação a autoridade de desenvolver regras para o setor local de criptomoedas, incluindo medidas para impedir o uso de informação privilegiada, lavagem de dinheiro e para proteger ativos.

A JVCEA foi formada por 16 das principais corretoras do país em março deste ano, recebendo um registro oficial da FSA em abril. Já em agosto, a organização apresentou um pedido com a proposta de formar uma organização autorregulada, que lhe permitiria estabelecer regras de auto-regulamentação para o setor local de criptomoedas, bem como desenvolver padrões mais rígidos de negócios.

Agora, a associação confirmou o recebimento de uma decisão positiva do regulador, observando que as regras desenvolvidas entram imediatamente em vigor.

“Depois de receber o credenciamento, continuaremos a trabalhar na formação de uma indústria onde os usuários de moedas virtuais possam confiar em nossos membros”, salientou a organização em um comunicado.

O guia para a indústria, preparado pela JVCEA, tem 100 páginas. Além da proibição de usar informações privilegiadas, o documento inclui restrições ao trabalho com criptomoedas anônimas e à limitação de até x4 para a alavancagem durante negociação de margem.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment