Matthias Steinig, um desenvolvedor de Lightning Network de Berlim, criou um sistema que permite que bicicletas elétricas entrem em operação com a ajuda da tecnologia de micro-pagamentos da Lightning Network.

A solução está no estágio de Proof-of-Concept (PoC), sendo que, no entanto, já é totalmente funcional – isso vale também para o sistema de pagamento. O projeto tem potencial de ser útil a empresas que alugam bicicletas elétricas urbanas.

Matthias Steinig observou que, por enquanto ele estava compartilhando apenas o código do programa, e a descrição completa da instalação será publicada mais tarde.

Conforme indicado na descrição do projeto no GitHub, em uma tela especial, o usuário pode selecionar o tempo de viagem desejado, digitalizar o código QR e efetuar um pagamento por meio do aplicativo móvel. Após o pagamento bem-sucedido, a bicicleta é ativada e disponibilizada para viagens. O próprio dispositivo de pagamento é alimentado por uma bateria de bicicleta.

No momento, existem três opções diferentes para a duração da corrida, e o custo de um minuto é de 250 Satoshi.

O núcleo do sistema é o Raspberry Pi Zero WH, que controla a conexão com a rede móvel e o gerenciamento de energia. Uma tela de papel eletrônico é utilizada na exibição de informações. Segundo Matthias, essa solução deveu-se ao fato de consumir uma quantidade extremamente pequena de energia e também apresentar boa qualidade de imagem em dias ensolarados.

No lado do servidor, foi usado o Raspberry Pi 3, que controla o nó Lightning baseado no c-lightning. Esta implementação difere da original somente por não implicar a instalação de um nó completo do Bitcoin – para este propósito, foi utilizado o pseudonó sPRUNED, que requer apenas 300 MB da Blockchain.

Lembramos que anteriormente, o criptoentusiasta brasileiro Ricardo Reis divulgou a criação de uma máquina de vendas que aceita pagamentos em Bitcoin através da Lightning Network. É possível ler mais sobre isso aqui.