Entusiasta brasileiro de Bitcoin “ensina” máquina de venda automática a aceitar pagamentos Lightning

Ricardo Reis, um criptoentusiasta brasileiro, criou uma máquina de venda automática de Coca-Cola que aceita pagamentos em Bitcoin usando a solução Lightning Network (LN).

Publicado em 3 de outubro de 2018 por

Ricardo Reis, um criptoentusiasta brasileiro, criou uma máquina de venda automática de Coca-Cola que aceita pagamentos em Bitcoin usando a solução Lightning Network (LN). Detalhes de sua invenção foram divulgados por ele em uma publicação na plataforma Hackster.

Como observa o brasileiro, o novo dispositivo envolve o computador de placa única Raspberry Pi, uma bomba de água, uma tela de toque, um pouco de madeira e conhecimentos básicos de programação.

Ricardo também postou um vídeo no YouTube demonstrando como funciona a máquina:

Primeiro, o usuário digitaliza o código QR contendo o endereço BTC da máquina. Em seguida, ele envia um pagamento LN de uma carteira que suporta essa emergente tecnologia. Imediatamente após receber os fundos, a máquina coloca a bebida em um copo.

Quando virá a época da Lightning Network?

De acordo com Sergey Kotlyar, CEO do serviço Bitrefill, o ritmo de implementação geral depende, em grande parte, da simplicidade e conveniência da interface das soluções LN.

“A experiência do usuário é realmente importante. A dinâmica da adoção em massa depende diretamente do grau de conveniência e simplicidade do uso para um usuário comum”, afirmou Sergei Kotlyar durante a conferência Baltic Honeybadger 2018.

Além disso, o chefe da Bitrefill enfatizou que a nova tecnologia pode oferecer significativas vantagens para as plataformas de negociação:

“Muita coisa depende da integração desta solução entre diferentes corretoras. Elas realizam várias transações entre si. A Lightning Network poderia reduzir significativamente os custos. Isto é, depende muito da atividade de várias plataformas na implementação desta solução. Eu não entendo porque as corretoras estão demorando tanto com a implementação dessa tecnologia”.

Vale notar que Alex Bosworth, desenvolvedor da Bitrefill, completou a primeira transação Lightning na rede Bitcoin recarregando seu próprio saldo telefônico através do protocolo.

Lembramos que em março, a Blockstream introduziu o “jukebox” Lightning – aplicativo projetado para demonstrar as capacidades do protocolo que permite a realização de transações instantâneas e soluciona efetivamente o problema da escalabilidade do Bitcoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment