pablo escobar roberto ico criptomoeda stablecoin ico

Roberto Escobar, irmão mais velho do falecido e renomado traficante colombiano Pablo Escobar, lançará um stablecoin ERC-20 na plataforma do Ethereum. Roberto está conduzindo uma oferta inicial de moedas (ICO), ostensivamente, a fim de arrecadar dinheiro para o propósito declarado de fazer impeachment ao presidente dos EUA, Donald Trump.

A mudança para a criptomoeda veio depois que o projeto GoFundMe de Roberto, chamado de “ByeByeTrump”, aparentemente foi encerrado. Roberto alega ter arrecadado US$ 10 milhões durante o período usando o site de financiamento, enquanto sua meta foi arrecadar US$ 50 milhões no total. A família Escobar afirma ter “dados sujos” sobre Donald Trump, de acordo com o Complex.

O token é chamado, apropriadamente, ESCOBAR (que também é o símbolo do ticker da moeda). O papel branco da moeda indica um fornecimento eventual de um bilhão de tokens ESCOBAR no total, com um valor de mercado pretendido (“Estimado no lançamento”) de US$ 1 bilhão. Atualmente, a ICO oferece um grande desconto.

Além do objetivo de usar o dinheiro da ICO para fazer impeachment ao Trump, o papel branco define a outra meta de desenvolvimento da moeda como “outras medidas de apoio para levar a moeda a um sucesso”. Um marco importante no roteiro do token diz que o mesmo “começará a ser adotado em massa como uma válida opção de pagamento em lojas e outros varejistas on-line” a partir de agosto de 2019.

Primeira vez em ICO, mas segunda em criptomoedas para Pablo Escobar

De fato, esta não é a primeira tentativa de Roberto Escobar de entrar no mundo de criptomoedas. No início deste ano, ele lançou o Diet Bitcoin (DDX).

Além dos detalhes técnicos, talvez a questão mais importante seja: por que a família de Pablo Escobar quer que Donald Trump seja expulso do seu cargo? Além das razões óbvias pelas quais alguém iria querer destituir o presidente Trump, não há essencialmente nenhum outro raciocínio. O site dedicado à tarefa de fazer impeachment ao Trump afirma categoricamente que Trump é “o pior presidente que os Estados Unidos da América já tiveram”.

A página também enfatiza descaradamente que “Roberto Escobar é o antigo cofundador do cartel de Medellín ao lado de seu irmão Pablo Escobar, onde Roberto costumava ser o contador responsável por mais de US$ 100 bilhões em lucros”.

O presidente Trump está atualmente no meio de uma investigação sobre atividades supostamente ilegais que ele cometeu antes de sua presidência e durante sua campanha eleitoral.

Entretanto, aparentemente, o desejo de tentar arrecadar fundos através de uma ICO não é algo que ocorre apenas do lado “branco” da questão, mas há alguns meses, um dos ex-conselheiros de Trump, também considerava fazer uma Oferta Inicial de Moeda.