Criptomoedas e jogos online: um casamento perfeito

Publicado em 26 de junho de 2018 por

Os games online sempre se destacaram como um dos segmentos da economia mundial à frente de seu tempo. Não é por acaso: com um público cada vez mais numeroso e exigente, as empresas de games precisam investir continuamente em inovações para não perderem participação no mercado. Num passado recente, a Nintendo investiu no Wii – um console no qual o usuário tinha que “se mexer” para mover o personagem na tela. Na sequência, a Microsoft e a Sony acabaram desenvolvendo soluções semelhantes para acompanhar o mercado.

Sendo assim, é sempre interessante notar com quais demais setores da economia essa indústria anda flertando: não há forma mais certeira de antecipar tendências que vão despontar. Atualmente, a relação entre games online e criptomoedas chama a atenção pelo volume de investimentos.

É verdade que o Bitcoin já vem sendo utilizado há quase uma década, mas foi somente nos últimos anos que a moeda se tornou mundialmente conhecida. Não tardou para que as empresas de jogos digitais passassem a utilizá-la em níveis cada vez mais sofisticados.

 Photo by Unknown (Author), CC Public Domain

São muitas as vantagens que um gamer pode obter jogando com o BTC: uso de forma anônima, resposta rápida tanto no depósito quanto no saque, acesso a jogos antes restritos devido à utilização de uma moeda específica, isenção das vultuosas taxas bancárias e maior segurança contra fraudes.

Por falar em segurança, vale destacar uma outra tecnologia que se sobressai quando o assunto é proteção online: o RSA token. O software, adotado por alguns bancos como o Santander, também vem ganhando espaço em plataformas como a PokerStars. Sobre o poker, especificamente, nota-se um número cada vez maior de jogadores profissionais diversificando seus investimentos em criptomoedas, comprando e vendendo Ethereum, Litecoin e Bitcoin.

Em Malta, por exemplo, pequeno país no Mediterrâneo e pioneiro na indústria de games, o uso do BTC é bastante amplo em sites de entretenimento. Isto acabou por gerar um crescimento significativo de pagamentos em Bitcoins em inúmeros sites, não apenas em Malta, como em diversos outros países.

As opções de games que aceitam BTC são tantas que fica até difícil escolher a melhor. No game Satoshi Quiz, um jogo de perguntas e respostas, o pagamento já é feito através de Bitcoins. Outro bom exemplo é o BitQuest, um jogo de estilo RPG (desenvolvido pela Minecraft) onde o jogador pode comprar e vender “esmeraldas” com Bitcoins. Outro destaque vai para o Spells of Genesis, jogo pioneiro, onde, para evoluir na saga, o jogador deve realizar pagamentos em BTC e é recompensando em BTC por suas vitórias.

Nestes jogos baseados em microtransações, ou seja, em pequenos valores cobrados em troca de benefícios especiais aos jogadores, as possibilidades são enormes e a capitalização, gigantesca. Um mercado que não para de crescer e jogadores ávidos por novidades formam uma equação que é uma verdadeira mina de ouro.

Assim, são bastante perceptíveis as vantagens da utilização do BTC e o porquê a indústria de jogos online encontrou na criptomoeda uma forma de modernizar e inovar sua atuação. O Brasil, apesar de ainda engatinhar nesta área, já conta com algumas empresas investindo nos pagamentos em Bitcoin. E não se espante se esse número disparar: as criptomoedas ainda vão dar o que falar em 2018.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment