Data Center com 3 mil máquinas é aberto na Armênia

O Armenian Blockchain Forum (ABF) apresentou um programa de criação da Zona Econômica Livre (SEZ) ao Presidente da Armênia, Serzh Sargsyan, e ao grupo de trabalho do governo.

Publicado em 24 de outubro de 2018 por

Em Yerevan, o Multi Group e a companhia Omnia Tech abriram uma fazenda de mineração com 3 mil servidores para extração de Bitcoin e Ethereum. As informações são do Regnum.

No primeiro andar do prédio, há um centro de negócios de tecnologias da informação, enquanto que no segundo estão as mineradoras.

Investidores aplicaram US$50 milhões no projeto de mineração e de acordo com eles, o centro será um dos maiores não apenas na Eurásia, mas no mundo. Sabe-se que a fazenda planeja empregar 120 dispositivos adicionais.

Nikol Pashinian, Primeiro Ministro da Armênia, falou durante a inauguração da fazenda que ainda não possuía entendimentos aprofundados sobre o Bitcoin, uma vez que a opinião pública sobre o ativo é dividida.

“Penso que pensamos ter uma atitude mais calma, até entendermos o que é isso”, afirmou Pashinian a respeito de sua atitude envolvendo a regulamentação da criptomoeda na Armênia.

Ainda no contexto de notícias sobre a Armênia, lembramos que anteriormente uma zona econômica livre com centro de dados para mineração foi instaurada na cidade de Hrazdan por decisão do Governo Armeno – essa já é a quarta do país. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment