Especialista em mercado acionário é acusado de promover pirâmide criptomonetária

O juiz distrital Paul Otken negou à gigante chinesa do comércio eletrônico, Alibaba Group Holdings, a proibição preliminar do uso de um nome similar pela Alibabacoin Foundation, uma empresa criptomonetária localizada em Dubai.

Publicado em 6 de novembro de 2018 por

Moradores de Hong Kong processaram o analista do mercado financeiro Raymond Yuen por promover um projeto criptomonetário de mineração que se revelou fraudulento. Isso foi relatado pelo portal local The Standard.

Pelo menos 12 pessoas recorreram ao tribunal. Cada uma delas investiu de 10 a 600 mil dólares de Hong Kong (HKD) no projeto. O investimento total foi de mais de 6,9 milhões de HKD, ou pouco mais de US$880 mil.

Yuen prometeu um lucro significativo com a mineração e convenceu os investidores de que seu investimento seria recompensado em dez meses.

Segundo o The Standard, uma das contribuintes emprestou 200 mil HKD para participar do projeto, mas seu lucro foi de apenas 7 HKD por dia.

Investidores alegam que o contrato contém “armadilhas” e que os números de lucro são muito menores do que o prometido. Yuen também foi acusado de não falar sobre os riscos associados à mineração. Segundo os investidores, ele fez declarações falsas de que a empresa de mineração estava associada ao desenvolvedor da criptomoeda, que foi minerada pelo projeto de Yuen.

Raymond Yuen ganhou fama nos anos 2000 ao analisar os mercados de ações e foi apresentador de dois programas no rádio, sendo que posteriormente publicou um livro sobre investimentos.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment