Estudo: Suíça lidera lista dos países mais amigáveis para criptomoedas na Europa

O Bitcoin recebeu outro poderoso impulso para adoção em massa: seu logotipo foi projetado na construção do Banco Nacional da Suíça, em Zurique.

Publicado em 21 de Maio de 2018 por

Em antecipação à conferência BlockShow Europe 2018, que começa no final de maio, os organizadores do evento formaram a classificação pan-europeia dos países mais amigáveis para criptomoedas e projetos de Blockchain.

Graças à sua regulamentação favorável e posição progressista do governo em relação às novas empresas, a Suíça ficou em primeiro lugar da lista. O principal mérito neste caso pertence ao cantão de Zug, que, de alguns anos para cá tem sido um local muito atraente para projetos inovadores – é no cantão de Zug, por exemplo, que organização sem fins lucrativos Crypto Valley Association, cujo objetivo é criar “o ecossistema líder mundial de tecnologia de Blockchain e criptomoedas”, é baseada.

Publicidade

Publicidade

Mostrando dinâmicas semelhantes, Gibraltar e Malta também estavam entre os três primeiros.

No total, os pesquisadores avaliaram 48 países europeus. Quando a lista foi compilada, aspectos como o desenvolvimento das esferas política, legal e empresarial, bem como o regime tributário para criptomoedas, foram avaliados.

Os três líderes são seguidos por Grã-Bretanha, Dinamarca, com sua taxa zero tributária para criptomoedas, Alemanha e Portugal, onde as receitas das moedas digitais não são tributadas.

Publicidade

Publicidade

A lista top ten termina com a Finlândia, onde as moedas virtuais são isentas de IVA, Holanda e Bielorrússia: neste país da Europa Oriental, o decreto “Sobre o desenvolvimento da economia digital” foi adotado, segundo o qual todas as receitas de operações com criptomoedas e mineração serão isentos de tributação até dia 1 de janeiro de 2023.

Como já se sabe, a conferência BlockShow Europe 2018 será realizada durante os dias 28 e 29 de maio em Berlim. A capital da Alemanha foi escolhida como um dos principais centros europeus de desenvolvimento no campo do Blockchain e tecnologias financeiras. Além disso, uma grande concentração de investimentos, startups e negócios inovadores fazem de Berlim o centro de muitas indústrias atuais.

No total, a BlockShow Europe 2018 reunirá mais de 80 palestrantes mundialmente famosos, bem como especialistas do setor bancário, várias organizações e setores globais da economia mundial.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment