Extensões para mineração de criptomoedas serão removidas da Chrome Web Store

O gigante da Internet, Google, anunciou nesta segunda-feira, 2 de abril, que a partir de hoje, a proibição de adicionar novas extensões de criptomoedas à Chrome Web Store entra em vigor, sendo que após algum tempo a empresa removerá todos os produtos similares existentes.

Publicado em 3 de Abril de 2018 por

O gigante da Internet, Google, anunciou nesta segunda-feira, 2 de abril, que a partir de hoje, a proibição de adicionar novas extensões de criptomoedas à Chrome Web Store entra em vigor, sendo que após algum tempo a empresa removerá todos os produtos similares existentes. Isso foi relatado pelo portal TechCrunch.

Conforme declarado no blog do Google, nos últimos meses, houve um aumento no número de extensões maliciosas que aparentemente oferecem recursos úteis, mas possuem scripts integrados para mineração que funcionam em segundo plano sem o consentimento dos proprietários dos computadores. Esses scripts geralmente consomem significativos recursos e podem afetar adversamente o desempenho geral do computador e o consumo de energia – são frequentemente destinados a minerar Monero.

Publicidade

Publicidade

Mineração de navegador não pode ser considerada a maneira mais eficiente de extrair Bitcoins ou outras criptomoedas, mas a loja de extensões do Chrome permitiu por muito tempo a adição dessas extensões, desde que fosse claramente declarado em sua descrição que tais extensões eram criadas precisamente para essas finalidades.

“No entanto, 90% das extensões para mineração não atendem a esses requisitos. A tentação das moedas Monero baratas parece ser grande demais para alguns desenvolvedores, e eles estão tentando incorporar secretamente scripts em extensões externas legítimas”, afirmou a empresa em comunicado.  

Como observado, algumas dessas extensões são detectadas e removidas quase imediatamente, sendo que outras ainda entram na loja e precisam ser posteriormente excluídas.

Publicidade

Publicidade

Para resolver essa situação, a partir de hoje, o Google impõe uma proibição para a adição de aplicativos de criptomoedas – até o final de junho de 2018, as extensões existentes serão removidas da loja Chrome Web Store.

Ao mesmo tempo, observa-se que extensões associadas à tecnologia de Blockchain e não destinadas à mineração continuarão a ser permitidas na loja.

“Essa política é mais um passo para garantir que os usuários do Chrome aproveitem as extensões sem ser expostos a riscos ocultos”, acrescentou a empresa.

Lembramos que em março, o Google anunciou uma mudança na política sobre produtos financeiros. Em particular, a partir de junho, a publicidade de “criptomoedas e conteúdo relacionado, incluindo ICOs, corretoras de criptomoedas, carteiras criptomonetárias e recomendações comerciais” será proibida.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment