Oponentes das criptomoedas agora veem uma nova arma em seus argumentos depois que uma pesquisa mostrou que a tecnologia de Blockchain é cada vez mais usada para atividades ilegais, como a pornografia infantil.

O recurso Bitcoin Whos Who, dedicado a projetos de scam, publicou informações sobre um hacker que extorquia Bitcoins de visitantes de sites pornográficos.

O chantagista que opera sob o apelido Sextortion enviava mensagens para as vítimas com a ameaça de enviar informações pessoais para seus parentes e amigos em caso de recusa em lhe enviar US$1,3 mil em criptomoedas.

“Eu instalei malware no site pornô que você acessou. Enquanto você estava assistindo os vídeos, o RDP (Team Viewer) estava ativado no seu navegador. Isso significa que eu tenho acesso à sua tela e webcam. Depois disso, o vírus coletou informações sobre seus contatos do Messenger, Microsoft Outlook, Facebook e email”, dizia a mensagem.

O atacante acrescentou que os amantes de conteúdo adulto têm apenas três dias para fazer um pagamento para a carteira de Bitcoin               13GwZkEWSkHie8d6Ga3oXQcUvubDxRDcFg. Vale notar que nenhuma transação foi feita para esse endereço ainda.

Sextortion também prometeu remover material comprometedor se as condições forem cumpridas.

“Se você quer provas, responda”Sim!” e seis de seus contatos receberão um vídeo imediatamente”, acrescentou o hacker.

Não se sabe ainda se alguém já sofreu com as ações do extorcionista.

Num contexto similar, lembre-se de que anteriormente relatamos que fraudadores estavam extorquindo Ethereum sob uma mensagem de Durov no Twitter.