Factom recebe nova concessão do Departamento de Segurança Interna dos EUA

/rodada de investimento factom

Publicado em 19 de junho de 2018 por

O Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS) alocou uma concessão de US$ 192.380 à startup Factom visando apoiar o teste beta da plataforma para a proteção de dados de câmeras de vigilância e sensores do Serviço de Fronteiras dos EUA. Isso foi relatado pela CoinDesk.

“Nos estágios iniciais do trabalho, a equipe da Factom demonstrou uma deliberada escolha de arquitetura e soluções para desenvolvimentos relacionados à integração da Blockchain em tecnologias já existentes”, afirmou Anil John, gerente do programa de pesquisa e desenvolvimento em gestão de identidades da Diretoria de Ciência e Tecnologia do DSI.

Segundo ele, durante a quarta fase do projeto, a Factom lançará essa tecnologia em condições realistas de campo em cooperação com a Secretaria de Controle Aduaneiro e de Fronteiras. Isso, acredita Anil John, permitirá um melhor entendimento de seu impacto operacional.

Em um comunicado à imprensa, a agência observou que a startup Factom, do Texas, está trabalhando em uma tecnologia que permite a integração de dados de câmeras e sensores dentro de uma Blockchain, garantindo sua segurança e eliminando a possibilidade de interferência de terceiros ou sua modificação. A solução será testada em uma plataforma com acesso limitado à Internet e possibilidade de alteração das condições climáticas, o que permitirá testá-lo em diferentes cenários.

Vale notar que esta já é a quarta concessão recebida pela Factom dentro da estrutura do Programa de Inovação do Vale do Silício, lançado pelo DHS e que concede às empresas de tecnologia a oportunidade de solicitar financiamento superior a US$800 mil em um período de dois anos.

Além da Factom, outras 22 empresas estão atualmente desenvolvendo soluções para o DSH. Seu campo de atividade inclui produtos da Internet das Coisas (IoT), complexos aéreos não tripulados, cibersegurança para serviços financeiros, sistemas de avaliação de fluxos de passageiros e tecnologias vestíveis.

Note que a equipe da Factom recebeu sua primeira concessão de US$ 199 mil do DSH em 2016. No mesmo ano, a startup recebeu um investimento de US$4,2 milhões e, em abril de 2017 arrecadou mais US$8 milhões.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment