Falsas criptomoedas do Telegram aparecem a venda na rede

O CEO do Telegram, Pavel Durov, informou à Securities and Exchange Commission (SEC) sobre a atração de US$850 milhões de 94 investidores no segundo round privado do projeto TON. O valor mínimo requerido para investimento era de US$1 milhão.

Publicado em 17 de Janeiro de 2018 por

Fraudadores desconhecidos estão tentando enganar os usuários da Internet oferecendo-lhes a chance de comprar a criptomoeda GRAM do Telegram – que não existe. Isso foi relatado pelo Telegraph-blog “Código de Durov”, cujos autores receberam um e-mail contendo informações relevantes.

A mensagem, assinada pelos supostos criadores do sistema Telegram Open Network (TON), contém um link para o falso site do projeto. Os fraudadores oferecem aos usuários que se inscrevam e sejam os primeiros a adquirir 30 mil tokens GRAM por US$5 mil (283 mil rublos).

Falsas criptomoedas do Telegram aparecem a venda na rede. BTCSoul.com

Além disso, o processo de pré-venda de tokens, descrito no recurso falso, resume a necessidade de coletar US$30 milhões para lançar a criptomoeda antes do dia 1 de fevereiro de 2018.

Vale notar que recentemente, foi publicado o White Paper do Telegram Open Network, assinado por um dos fundadores da VKontakte, Nikolay Durov. O documento, datado de 3 de dezembro de 2017, compreende 132 páginas contendo uma descrição detalhada dos serviços da Blockchain – que devem ser lançados com base no aplicativo Telegram de mensagens.

O arquivo menciona a tecnologia de canais de pagamento, que será utilizada para acelerar micropagamentos e é muito semelhante à descrição do conceito da Lightning Network. Ele também descreve sua própria criptomoeda GRAM, que, em tese, será utilizada para assentamentos mútuos dentro da rede.

A julgar pelo tamanho do documento e pela quantidade de detalhes técnicos fornecidos, muitos usuários concluíram que se tratava de um documento genuíno desenvolvido pela equipe do Telegram.

Lembramos que no final de dezembro de 2017, o ex-funcionário da Vkontakte, Anton Rosenberg, afirmou que Pavel Durov pretendia realizar uma ICO do Telegram. O próprio Durov não refutou diretamente esta declaração, mas ressaltou que a única fonte de informações oficiais sobre o messenger é o site https://telegram.org/.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment