A FCA- UK Financial Conduct Authority testa blockchain de bitcoin

De acordo com algumas fontes de notícia BRITÂNICAS, a FCA está determinada ultrapassar a fronteira da blockchain. Edan Yago, CEO da Epiphyte.

Publicado em 9 de novembro de 2016 por

A FCA, UK Financial Conduct Authority está testando uma blockchain de bitcoin  

De acordo com algumas fontes de notícia BRITÂNICAS, a FCA está determinada ultrapassar a fronteira da blockchain. A FCA criou seu acelerador sandbox na primavera passada e recebeu aplicações de cerca de 69 empresas. O sandbox fornece um ambiente para que startups adiantados e outros inceptores possam construírem soluções de fintech. Agora, o envio de remessas com sede em Londres, a Epiphyte, trabalhará com a FCA para fornecer transações eficientes e seguras, usando um protocolo peer-to-peer como o Bitcoin.

Publicidade

Publicidade

Durante a fase de testes da sandbox, a Epiphyte planeja fornecer uma solução alternativa aos métodos tradicionais de liquidação SWIFT, disse a FCA. A Epiphyte disse que vai implantar uma plataforma chamada SpecialFX nas próximas semanas. A solução vai vincular moedas fiduciárias ao Bitcoin como um mecanismo subjacente para a liquidação.

“Na prática, será regulamentado pela FCA. Mas é regulada como parte da sandbox; Por isso será autorizada”, disse Edan Yago, CEO da Epiphyte. “É a mesma plataforma tecnológica que permite transferir fundos para o Bitcoin e Ethereum e realmente qualquer sistema blockchain. Assim, podemos nos integrar a qualquer sistema blockchain.”

Métodos tradicionais serão perdidos

edan-yago-epiphyte

Publicidade

Publicidade

Yago disse que a FCA designou um oficial de caso que ajuda a orientar o projeto. A Epiphyte tem trabalhado com outras instituições do tipo no passado, incluindo o BBVA e, mais recentemente, a Visa. “O trabalho que fizemos com a Visa também fizemos com vários outros bancos, o único público ate agora é o BBVA”, explicou.

A startup em blockchain diz que sua plataforma utiliza a segurança da tecnologia blockchain com liquidação em tempo real. Yago acrescentou que a sandbox da FCA proporciona à empresa a capacidade de trabalhar com diferentes clientes que desejam transferir fundos. A Epiphyte oferecerá primeiramente a plataforma às empresas de remessas e às empresas de FX, conduzindo finalmente às soluções do varejo e da empresa.

Yago também disse que o protocolo irá se desviar do uso de SWIFT ou métodos SEPA. O processo será concluído na cadeia de blocos e sobre um sistema que é tão rápido quanto o CHAPS. Ao confiar em sistemas como o SWIFT, as empresas muitas vezes têm que esperar vários dias para liquidação e agregar taxas desnecessárias. Como o tempo é tão longo para as práticas de compensação e liquidação padrão, Yago acredita que é menos transparente e mais difícil para os reguladores.

“Existe uma enorme quantidade de incertezas. E não há transparência, portanto, enquanto a transação está sendo executada, você não sabe onde estão seus fundos. Do ponto de vista regulamentar, é muito mais difícil para os reguladores e órgãos de aplicação da lei monitorar a atividade através desses sistemas porque não é em tempo real,” Yago explica à imprensa.

E ainda completa: “Eles não têm visibilidade em tempo real, só têm visibilidade retroativa, e mesmo assim, eles geralmente têm que tentar obter essas informações em várias partes ou intermediários que estão envolvidos na transação para obterem uma imagem completa”.

Acreditar no potencial da blockchain

A FCA acredita que a blockchain tem um potencial significativo, de acordo com Chris Woolard, diretor de estratégia da FCA. Woolard explicou em agosto que a FCA estava trabalhando com empresas que estão criando aplicativos para beneficiar os clientes e facilitar a conformidade regulatória. Outro serviço de transferência de dinheiro internacional, alimentado por criptomoedas, BitX, também atuará junto com a FCA.

Os planos da Epiphyte para reforçar as pesquisa e desenvolvimento da FCA com a Bitcoin usarão uma técnica off-chain. Como resultado, um canal de pagamento muito parecido com a rede Lightning será implantado, garantindo escalabilidade e velocidade. “Todas as transações podem ser escritas na blockchain; É um pouco como a Lightning Network. Portanto, terá o mesmo grau de segurança que você iria obter em transações blockchain com um maior grau de escalabilidade e privacidade”, Detalhou Yago.

Será interessante ver quais tipos de soluções sairão da sandbox do FCA porque parece que estão firmes no uso da tecnologia do blockchain.

Nota da autora: MEU DEUS deem uma procurada no google por este CEO, o sr. Yago e me digam se ele não está na profissão errada?! Que colírio!

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment